IDC

Gestão de frota vendeu R$ 1,5 bi em 2012

12/09/2013 12:02

No ano passado, 1,94 milhão de dispositivos de rastreamento e gestão de frotas operaram no país, e das empresas que os compraram, 39% pretendem aumentar investimento na área em 2014.

Samuel Carvalho. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

O mercado brasileiro de rastreamento de veículos e gestão de frotas movimentou R$ 1,5 bilhão em 2012, com 1,94 milhão de dispositivos em operação, e das empresas que os usam, 39% pretendem aumentar investimento na área em 2014.

É o que aponta um estudo do IDC, segundo o qual as verticais que mais investem neste tipo de tecnologia são varejo, seguradoras e as chamadas iscas eletrônicas, mercado relativamente novo, mas que movimentou R$ 64 milhões em 2012, com projeção de crescer a 30% nos próximos anos.

“Do total de 1,94 milhão de dispositivos instalados, 65% estão em veículos leves e 35% em veículo pesados”, comenta o analista da IDC, Samuel Carvalho.

Conforme o especialista, os principais motivos para a contratação de soluções para este segmento são o número de roubos de cargas e de veículos, controle sobre as horas trabalhadas pelos motoristas e sobre as rotas percorridas, além de redução de custos.

A pesquisa indica, ainda, que os critérios de escolha adotados pelos usuários para adquirir uma solução de rastreamento são, principalmente, a eficiência na busca após um roubo, a rede de assistência técnica e, para as frotas corporativas, a qualidade do portal de acesso das informações.

Outro dado do estudo é que entre 2013 e 2017 as vendas destas soluções devam crescer em 14%, com incremento de receitas de 11,6% ao ano.

“Isso sem levar em conta a Resolução 245 do Contran, de 2007, que dispõe sobre a instalação de equipamentos antifurto nos veículos novos saídos de fábrica, nacionais ou importados, e ainda não está vigorando. O mercado está pessimista com relação à entrada em vigor da lei, mas existe uma demanda crescente pelos dispositivos", finaliza Carvalho.

Veja também

INDRA, ESTEIO, DATAPROM
Curitiba: € 15 mi em mobilidade urbana

Contrato com consórcio puxado pela Indra inclui soluções de gestão de tráfego urbano.

COLETA DE RESÍDUOS
Qualys gere frota e corta custos com Sofit

Só com o controle do uso de pneus, companhia já reduziu custos de frota em cerca de 20%.

100 CONTRATOS EM UM ANO
OpenTech + Totvs = gestão de frota

Parceria incrementa portfólio de gestão de transportes e logística, prometendo até 100 contratos na base Totvs no primeiro ano do acordo.

LOGÍSTICA
Coopercarga unifica gestão com Benner

Operadora logística unifica sistemas de gestão de transportes, frota, armazém, ERP, RH e BI.