Rodrigo Guerrero, diretor de vendas da Equinix no Brasil. Foto: Divulgação.

Especializada na distribuição de ingressos e gerenciamento de bilheterias online, a Ingresso Rápido impulsionou sua capacidade de vendas simultâneas com a hospedagem de seu ambiente de TI nos data centers da Equinix. 

Após a migração, o sistema da empresa, que antes suportava o comércio de 500 ingressos por segundo, passou a ter capacidade para 6 mil por segundo. 

“Sempre que temos grandes eventos, nossas vendas crescem exponencialmente e em um curto período de tempo. Durante essas sazonalidades, não podemos permitir que nosso cliente passe por problemas de indisponibilidade e lentidão”, explica Helder Lopes, gerente de operações de TI da Ingresso Rápido. 

A Ingresso Rápido conta com um ambiente híbrido hospedado no site da Equinix em Tamboré, no interior de São Paulo. Ele é formado por hosting, cloud privada e conexão direta com a nuvem pública Microsoft Azure por meio do Express Route, solução fruto de uma parceria global entre Equinix e Microsoft. 

Antes de ir para a Equinix, a companhia se conectava ao provedor por meio da internet, o que gerava uma latência em torno de 50 ms. Com a ligação direta, esse número foi reduzido para 3ms.   

“Nosso portal e a estrutura de comércio de ingressos, ambos online, estão na nuvem pública e a conexão direta ao Azure nos garante mais velocidade de processamento de dados e estabilidade nas vendas. Ao mesmo tempo, os processos internos mais críticos e confidenciais estão em hosting ou cloud privada”, detalha Lopes. 

De acordo com Rodrigo Guerrero, diretor de vendas da Equinix no Brasil, a conexão direta com provedores em nuvem garante também redução de custos com banda de internet.

“Uma vez que não é preciso mais utilizar toda a capacidade da rede para se conectar a prestadores de serviços, as empresas podem reduzir o uso de banda larga ao mesmo tempo em que melhoram o desempenho de suas aplicações”, afirma. 

A Equinix, companhia de serviços de data center e interconexão, anunciou em março a construção de um novo data center em São Paulo, o terceiro no estado e quinto da companhia no país.

A empresa investirá US$ 76 milhões na primeira etapa de construção de SP3, que será localizado em Santana de Parnaíba. Segundo destacou a empresa, o projeto terá outras 5 fases e os cerca de 2.800 racks de SP3 dobrarão a disponibilidade de espaço da empresa no Brasil.

A primeira etapa da construção está prevista para ser inaugurada no primeiro trimestre de 2017.