Uma nova aliança voltada para internet das coisas (IoT) foi anunciada na última semana. Foto: Pixabay.

Uma nova aliança voltada para internet das coisas (IoT) foi anunciada na última semana. A IoT Cybersecurity Alliance reúne IBM, Symantec, Nokia, AT&T, Palo Alto Networks e a empresa de segurança móvel Trustonic.

O foco do grupo é unir forças para resolver problemas que tornam a IoT vulnerável em muitas áreas.

A iniciativa não pretende estabelecer padrões e políticas, mas tem a missão de influenciar entidades responsáveis por estabelecê-los, através da realização de pesquisas e da conscientização de consumidores e empresas sobre os desafios a serem enfrentados nessa área.

Os dispositivos de consumo têm estado no foco de segurança graças a incidentes como os ataques DDoS no ano passado que transformaram as set-top boxes e os DVRs mal protegidas em botnets. 

No entanto, o grupo ressalta que as fraquezas potenciais são muito mais amplas, abrangendo a infraestrurura de rede, a nuvem e as camadas de aplicação.

A AT&T, por exemplo, detectou um aumento de mais de 3000% nos últimos três anos nas tentativas de ataques explorando vulnerabilidades dos dispositivos IoT. 

O grupo promete pesquisar conjuntamente problemas e nos principais casos de uso de IoT, como carros autônomos, saúde, indústria e a cidades inteligentes. 

Para o Computerworld, os objetivos e os métodos do grupo são semelhantes aos do Industrial Internet Consortium (IIC), criado em 2014, e que tem entre seus membros a AT&T e a IBM. O objetivo do IIC é definir as melhores práticas e influenciar os padrões de IoT em diversas áreas, incluindo a segurança, mas com foco no campo da IoT industrial.