Ricardo Araújo, gestor responsável pela unidade da Sankhya em Campo Grande. Foto: Divulgação.

A Sankhya, fornecedora de soluções de gestão empresarial, acaba de inaugurar sua primeira unidade de negócios em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. 

A abertura faz parte do plano de expansão da empresa, que inclui a inauguração de mais oito unidades no 1º semestre de 2019, nas regiões Sudeste, Sul e Nordeste do Brasil.

“Mato Grosso do Sul está em franco desenvolvimento, e muitas empresas locais já entenderam que para acompanhar o crescimento que o Brasil apresentará nos próximos anos, devem estar preparadas, contando com parceiros inovadores, que promovam e acompanhem a evolução da sua gestão”, afirma Ricardo Araújo, gestor responsável pela nova Unidade.

Recém-inaugurada, a Unidade responsável pelo atendimento de todo o estado de Mato Grosso do Sul conta com dez colaboradores e tem a expectativa de conquistar 60 clientes até o final de 2019, alcançando um crescimento de 65% em dois anos.

“Temos uma tecnologia totalmente flexível e personalizável ao negócio de cada empresa. Com um portfólio único no mercado, entregamos muito além de soluções para gestão, temos uma equipe com experiência em grandes projetos e totalmente dedicada ao sucesso do cliente. Nossos esforços estão inclinados para que os clientes tenham a melhor performance e cresçam gerando mais empregos e novas oportunidades”, ressalta Cláudio Nunes, também gestor da unidade.

Outra aposta de negócio da Sankhya Mato Grosso do Sul é a Rota Bioceânica, obra que, quando ficar pronta, encurtará a distância entre Brasil e China em 8 mil quilômetros. 

“Isso tornará o estado um protagonista logístico e gerador de novos negócios com a atração de indústrias e demais empresas que visam escoar a produção para América Latina e outros países do mundo", afirma o executivo.

Fundada em 1989, a Sankhya possui 23 Unidades de Negócios e uma equipe superior a 800 funcionários. A empresa atende a mais de 8 mil clientes nos 26 estados do Brasil.

A Sankhya fechou o ano de 2017 com um faturamento de R$ 130 milhões, uma alta de 30% frente aos resultados de 2016. A meta divulgada para 2018 foi permanecer na faixa dos 30%, atingindo R$ 170 milhões, mas os resultados ainda não foram divulgados.