Diego Martins, CEO da Acesso Digital. Foto: divulgação.

A Acesso Digital, fornecedora de soluções de digitalização de documentos, anuncia um plano para passar de empresa média para grande, saltando dos R$ 22 milhões faturados em 2012, alta de 93% sobre 2011, a R$ 1 bilhão até 2020.

No mercado há cinco anos, a empresa tem matriz em São Paulo e unidades em Porto Alegre, Curitiba, Recife e Rio de Janeiro.

O presidente Diego Martins revela que para alcançar o plano de ser grande a meta é dobrar de tamanho anualmente, e, para tanto, a força estará nos investimento para o desenvolvimento da equipe e nos segmentos atendidos, entre os quais se destaca o o financeiro, onde a carteira de clientes traz nomes como Itaú, Bradesco e Citibank, entre outros.

"Outras contribuições também virão da criação de novas áreas, como as recém abertas de Segurança da Informação e Desenvolvimento de Pessoas, e de nossa ferramenta de Nota Fiscal de Fornecedores", comenta o executivo.

Já Paulo Roberto de Alencastro Jr, diretor de Planejamento e Gestão, destaca que há planos para expansão da oferta de serviços para os segmentos financeiro e imobiliário. 

"Também aumentaremos os investimentos nas áreas de marketing e vendas”, afirma, sem abrir valores.

O reforço nas vendas inclui o foco regional. No Nordeste, por exemplo, a companhia projeta crescer a oferta para redes de varejo locais.

Outra aposta está em soluções para o próprio setor tecnológico.

"Desenvolveremos novas ferramentas cujo objetivo será descomplicar o mercado de TI para a entrega imediata de valor aos clientes. Queremos impactar o mercado de tecnologia brasileiro, assim como os profissionais que nele atuam. Esta será a nossa missão até 2020”, finaliza Alencastro.