O Instagram passará a apresentar publicidade no Brasil. Foto: Bloomua/Shutterstock.

O Instagram anunciou que, a partir desta segunda-feira, 13, o app passará a apresentar publicidade no Brasil. O app irá divulgar campanhas elaboradas pelas agências Africa, Almap, CuboCC, DM9DDB, F.biz, JWT e Wieden+Kennedy para 20 marcas. 

Nesta primeira semana, Avon, Closeup, Coca-cola, Mitsubishi, Mondelez, Visa, Vivo e Volkswagen iniciarão suas campanhas na plataforma.

“Estamos muito animados com as campanhas que as agências e as marcas desenvolveram para o Instagram e temos certeza que agregará ao conteúdo de alta qualidade que a nossa comunidade já se dedica tanto em produzir. O Brasil já é segunda maior comunidade do Instagram no mundo e as oportunidades para marcas são infinitas”, diz Fabricio Proti, diretor de desenvolvimento de marcas do Instagram para a América Latina.

Todas as campanhas foram desenvolvidas em uma parceria entre otime criativo do Instagram, agências e clientes.

Os anúncios serão gradualmente integrados à plataforma, pela preocupação da empresa com a qualidade das campanhas. Além disso, deve haver um cuidado com a recepção do público.

Hoje o Instagram conta com mais de 300 milhões de usuários ativos mensais. Em 2012, a empresa foi comprada pelo Facebook por US$ 1 bilhão.

A introdução de publicidade no Instagram aconteceu no final de 2013 nos Estados Unidos, e era um movimento praticamente inevitável, considerando que o Facebook é uma das maiores empresas modernas orientada por anúncios. 

Ainda assim, dada a natureza do Instagram - um feed único concentrado em imagens - o TechCrunch considera a publicidade nele muito mais “intrometida” do que no Facebook, que já é composto por uma variedade de espaços e formatos.

Para assegurar um bom conteúdo para a rede, o CEO e co-fundador do Instagram, Kevin Systrom, revelou em julho do ano passado que ele tinha um nível incomum de controle sobre os anúncios antes do upload no serviço.

"Eu estou checando cada anúncio" disse, acrescentando que tinha o poder de rejeitar ou sugerir alterações no conteúdo. Ele ainda falou que esta era uma situação temporária, mas que não sabia até quando ela iria durar.