Vitor Hugo Hoffmann.

A Cabergs, operadora de planos de saúde que atende 42 mil beneficiários, principalmente funcionários do Banrisul, promoveu uma virada estratégica na sua TI nos últimos dois anos.

As mudanças incluíram pessoas, tecnologias e principalmente processos de trabalho dentro da organização, explica o gerente de TI Vitor Hugo Hoffmann, que assumiu o cargo em 2010.

Desde então, a área de TI tem ganho destaque dentro da organização com iniciativas de impacto como a substituição de relatórios em planilhas Excel por relatórios online baseados no software de BI Qlikview.

“A Agência Nacional de Saúde aumentou muito o controle sobre as operadoras nos últimos anos, o que determina a necessidade de mais dados em tempo real”, afirma Hoffmann.

De acordo com Hoffmann, o fato da Cabergs ter uma clientela bem determinada e com pouca rotatividade faz com que o principal foco da empresa seja gerar ganhos de produtividade internos.

Nesse sentido um dos próximos passos será a criação de um portal de serviços, através do qual será automatizada o contato com os 7,7 mil pontos de atendimento conveniados com a Cabergs.

A novidade será desenvolvida pela consultoria ASN, a mesma responsável pelo portal da Unimed Porto Alegre.

O próprio Hoffmann atuou por três anos como analista na Unimed, antes de retornar para a Cabergs com o desafio de ajudar na reestruturação da empresa promovida por Sergei Julio dos Santos, indicado pelo Banrisul como diretor presidente em 2011.

Para chegar no estágio atual de projetos mais estratégicos, Hoffmann começou pelo básico, organizando acordos de nível de serviços e rotinas de atendimento com as diferentes áreas, para depois fazer uma migração do parque de máquinas, além de aumentar o tamanho do time de TI.

“Acredito que realizamos um ótimo trabalho. Teria sido impossível sem a visão da diretoria que TI precisava ter um papel mais estratégico na modernização do negócio”, afirma Hoffmann.