Nelson Pesce. Foto: Divulgação.

A Lenovo decidiu criar uma área separada para venda de servidores no Brasil, com uma operação independente da área de PCs e dispositivos inteligentes da companhia no país.

A unidade será comandada pelo argentino Nelson Pesce, que entrou na companhia vindo da IBM em 2014.

Pesce passou quase 25 anos na IBM, passando por diversos cargos ligados a servidores e produtos para data center.

A Lenovo está embalada nesse mercado no Brasil. De acordo com números do IDC, a companhia dobrou sua participação servidores baseados em processadores x86 no país, passando de 6% para 12%, entre o primeiro trimestre de 2018 e o mesmo período do ano passado.

“Com a nova estrutura, nosso objetivo é reforçar o foco em nossos clientes corporativos para elevar o nível de nossos serviços e o reconhecimento da nossa marca no mercado”, afirma José Luis Fernandez, presidente do grupo de Data Center para América Latina.

Fernandez também é novo no cargo. O executivo foi contratado em fevereiro vindo da NCR, onde era VP de Telecom e Tecnologia para América Latina.

O profissional tem uma passagem por cargos de VP na Arista e trabalhou por 10 anos na Cisco em áreas ligadas a nuvem e data center.

Em setembro do ano passado, a Lenovo anunciou a promoção de Leonardo Camara como novo diretor de data center no Brasil. 

Camara tem mais de 30 anos de carreira e passou pelas empresas Itautec e HP, onde atuou entre 1999 e 2016.

Já no final do primeiro semestre de 2017, a companhia divulgou o objetivo de reforçar a sua presença de canal no Brasil, com destaque especial para os parceiros focados na venda de servidores e equipamento para data centers.

Na época, a multinacional chinesa contava com cerca de 200 parceiros no país, com cerca de 35% deles focados em data center. 

Até o final do ano, a meta era chegar a 300, com uma divisão meio a meio entre canais focados em data centers e PCs.