Carlos Carnevali Jr.

A CYLK, integradora de TI e Telecom do Grupo IHC, contratou dois executivos vindos da operação da Network1, ambos profissionais experientes com 20 anos de mercado.

José Ricardo Moraes, que até três meses atrás era diretor de engenharia da Network1, assume o desenvolvimento de negócios da CYLK e Paulo Cezar (PC) Felix, ex-gerente da unidade de negócios Service Provider, para o comercial.

Nenhum dos dois executivos chegou a esquentar muito o banco na Network1. O primeiro ficou oito meses na companhia e o segundo, um ano e meio. A CYLK atua como revenda da Network1, que é uma distribuidora.

Moraes tem passagens por Perseus Telecom e Multirede Informatica. Já PC pela ANS Distribuidora & Business e Vivo.

As contratações acontecem semanas depois do Grupo IHC recebeu um aporte de capital de um investidor não identificado e contratar para a posição de presidente Carlos Carnevali Jr, ex-diretor executivo da Network1.

“A contratação de profissionais com essa experiência e qualificação mostra o compromisso em reforçarmos áreas que considero vitais para o crescimento da empresa, ao passo que inaugura um movimento de diversificação na oferta de produtos e serviços”, afirma Carnevali Jr.

A meta é duplicar de tamanho em dois anos, afirma a empresa, sem revelar cifras. A empresa trabalha com produtos da Juniper, F5, Aruba, McAfee e CA. 

Com o objetivo de concentrar suas atividades na oferta de consultoria e serviços profissionais em ambientes de rede, desde 2003, o Grupo IHC expandiu sua atuação com implementação e operações de soluções em TI e treinamento da CYLK, com operações em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba.

Juntas, as companhias agregam mais de 60 funcionários e um portfólio de clientes com nomes como Banco Itaú-Unibanco, BVM&F, UBS, BTG/Pactual, Totvs, Sascar/Michelin, DASA, Decathlon e Hospital Sírio-Libanês.

De acordo com a consultoria IDC, o mercado de TIC vai movimentar US$ 175 bi em 2014 e consolidará o país como o quarto maior mercado global.

A cifra representa uma alta de 9,2% sobre 2013 frente a um crescimento de 4,3% para o mercado global nesse ano, e de 8,2% para o setor na América Latina.