Angelo Mazzochi, responsável pela operação da NTT Data no país. Foto: divulgação.

Operando há cerca de um ano no Brasil, a NTT Data, empresa de serviços de TI do grupo japonês NTT, inaugurou em Curitiba seu primeiro centro de desenvolvimento no país.

A unidade é exclusiva para atendimento local, informa o Valor Econômico.

O foco no Sul não é surpreendente: apesar de a maioria dos cerca de 50 clientes da empresa no país serem locais, há contratos globais no foco da estratégia para crescer.

Um exemplo é o da montadora BMW, que é atendida pela NTT globalmente e acaba de anunciar a construção da uma fábrica em Santa Catarina.

A unidade paranaense da companhia japonesa que no ano fiscal 2012 teve receita global de US$ 15 bilhões, sendo US$ 330 milhões no bloco que divulga incluindo Brasil, Austrália e Índia, soma-se às que a NTT Data já mantém nos escritórios de São Paulo e Rio.

Somando Curitiba, a equipe local fica, agora, com cerca de 800 colaboradores. A expectativa é dobrar o número em até dois anos.

A empresa japonesa desembarcou no Brasil em 2011, com a aquisição da italiana Value Team, então detentora de uma operação local receita de US$ 60 milhões e 600 empregados.

No começo de 2012, a companhia incorporou também a Total Systems, especializada no segmento financeiro  e empregando 200 pessoas.

O responsável pela operação no país, Angelo Mazzochi, declarou ao Valor que a maior parte dos contratos é com empresas de Telecom, finanças e manufatura.

Para alcançar o crescimento projetado para o Brasil, a estratégia também tem foco na área de pagamentos móveis, em vista de um projeto de lei para regulamentar o serviço no país, com o que o governo intenta criar um sistema de compensação para intermediar as transações entre operadoras e bancos.

A NTT Data já administra uma estrutura semelhante no Japão e está pronta para replicar a oferta por aqui.
Conforme dados do Gartner, a NTT Data é a sexta maior do mundo em sua área de atuação, atrás de IBM, HP, Fujitsu, Accenture e CSC.

O investimento no Brasil faz parte da estratégia de expansão da NTT Data na América Latina, onde, conforme declarado pela empresa ao Valor, a meta é investir US$ 1 bilhão nos próximos anos.