EDUCAÇÃO

QI na nuvem da AWS

13/12/2012 16:19

Rede de escolas e faculdades migrou ambientes web, aplicações, Moodle e ERP Totvs para a nuvem da Amazon.

Cristiano Muller. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A QI, rede de escolas e faculdades com sede em Porto Alegre e 17 unidades distribuídas pelo estado, migrou seus sistemas e ambientes web para a nuvem da Amazon Web Services (AWS).

A migração começou em setembro, com sites, e-mails, plataforma Moodle (utilizada para desenvolvimento dos cursos à distância da rede) e pequenas aplicações, e culminou no ERP Totvs, usado desde 2008, que foi concluída recentemente.

Antes, a rede educacional hospedava os ambientes em estrutura UOL.

Conforme o gerente de TI da instituição, Cristiano Muller, a migração para a nuvem não gerou impacto nem resistência – nem mesmo no que tange ao ERP.

“Pelo contrário. Temos uma média de 230 acessos simultâneos ao sistema, nos três turnos em que atuamos, e no dia da virada, nada foi notado. Os usuários estão satisfeitos e nós, da TI, tranquilos: há alguns dias, houve uma queda de um servidor, mas em menos de 15 minutos tudo estava reestabelecido”, conta o gerente.

A nova estrutura agradou tanto que a QI já projeta expansão, com a criação de um site de contingência nos Estados Unidos.

Hoje, a companhia usa a zona de disponibilidade da AWS em São Paulo.

A meta é que a contingência esteja pronta até o início do ano que vem.

Além da cloud computing, outros projetos andam pipocando na área de TI da rede educacional gaúcha.

Hoje, a equipe de seis pessoas que fica na sede trabalha para lançar no portal uma ferramenta de rematrículas, hoje feitas apenas presencialmente.

Também está nos planos uma nova versão do site da empresa e a integração do Moodle com o ERP.

A migração para uma nova versão do Totvs também está prevista para 2013.

Com cerca de 17 mil alunos matriculados em seus cursos de graduação e pós-graduação, técnicos, livres e profissionalizantes, a QI conta com unidades em Porto Alegre, Alvorada, Bento Gonçalves, Canoas, Caxias do Sul, Gravataí, Guaíba, Novo Hamburgo, Restinga Seca - Recanto Maestro, Rio Grande, São Leopoldo e Viamão.

Este ano, a instituição completa 22 anos de existência, com mais de 100 mil alunos formados.

A AWS, empresa da Amazon.com, lançou sua estrutura de data centers para oferta de cloud computing no Brasil em dezembro do ano passado.

Foi o oitavo mercado geograficamente definido pela companhia para implantar a plataforma global de computação em nuvem, e a primeira presença da companhia na América do Sul.

No país, a QI divide a nuvem da companhia com outros clientes como Gol, que usa a cloud da AWS para fornecer serviço Wi-Fi a bordo para seus clientes e para comunicação automática entre aeronaves e sistemas de conteúdo de bordo; o portal de compras coletivas Peixe Urbano e o R7, site da Rede Record.

Criada em 2006, a Amazon Web Services atua em 190 países com mais de 21 serviços.

Além de São Paulo, os data centers ficam nos EUA, Europa, Japão e Cingapura.

Veja também

Amazon: datacenters para nuvem no Brasil

A Amazon Web Services LLC (AWS), empresa da Amazon.com, lança sua nova Região América do Sul (São Paulo), o que significa a disponibilização de datacenters locais para oferta de cloud computing.

É o oitavo mercado geograficamente definido pela companhia para implantar sua plataforma global de computação em nuvem.

LATINOS
Amazon: 40 clientes e parceiros

Na lista estão nomes de peso, como a Sulamérica, com 6,7 milhões de clientes e lucro líquido de R$ 448,1 milhões no ano passado, e a Resource, que faturou R$ 260 milhões em 2011, e mira em R$ 364 milhões para esse ano.

Infor: ERP na nuvem da Amazon no Brasil

A Infor, fornecedora norte-americana de ERP, lança sua oferta de solução global em nuvem no Brasil.

O lançamento ocorre em parceria com a Amazon Web Services (AWS), que também acaba de desembarcar no país, com um datacenter em São Paulo, de onde vai atender a toda a América do Sul.

AMAZON
AWS abre suporte gratuito

Oferta enterprise caiu de US$ 400 para US$ 100, acirrano a briga do hosting no Brasil com concorrentes como Locaweb.

CLOUD
AWS Marketplace chega ao Brasil

A Amazon Web Services anuncia o AWS Marketplace no Brasil.

Pela loja online os clientes podem encontrar, comparar e começar a usar imediatamente sofwtares e serviços de diversos fabricantes de software e serviços.

DIZ O IDC
Nuvem levará 14,6% do software em 2016

De todo investimento feito pelas empresas em software, 14,6% estará em aplicações em nuvem em 2016. Segundo IDC, as esterlas serão CRM e ERM.

Locaweb: Amazon é pior e mais cara

A Locaweb, líder em hosting no Brasil, reagiu nessa terça-feira, 10, à chegada da Amazon ao mercado nacional.

Em nota enviada à imprensa, a empresa comparou seus custo, ofertas e qualidade com os da concorrente, buscando mostrar que o serviço dos norte-americanos é pior e mais caro.

No quesito preço, por exemplo, a Locaweb indica que o investimento necessário para adquirir os seus serviços pode ser de 50% até 86% mais em conta do que o da Amazon.