Marco Stefanini.

A Stefanini faturou R$ 2,11 bilhões em 2013, uma alta de 11% que ficou ligeiramente abaixo das metas divulgadas para o ano, na faixa dos 12% a 15%.

O CEO da empresa, Marco Stefanini, coloca o resultado no contexto de assimilação das aquisições e expansão internacional dos últimos anos, afirmando que 2013 foi um ano de mudanças, investimentos internos, definições de prioridades.

“Mesmo em uma situação de mercado desfavorável, na qual o País passou por forte desaceleração, conseguimos reorganizar a empresa e obter crescimento”, completa Stefanini.

A nova meta da empresa é chegar a  R$ 4 bilhões em 2016, objetivo para o qual a companhia divulgou um plano de investimentos de R$ 400 milhões.

“O crescimento mais acelerado virá a partir de 2015. Para 2014 devemos manter a estratégia deste ano, com um crescimento mais modesto e reorganização da empresa”, prevê o CEO global da Stefanini. 

Para cumprir a meta, a empresa precisará acelerar o ritmo, crescendo em média na faixa dos 40% anuais. Em 2011, a Stefanini cresceu 50%.

As aquisições continuam sendo parte importante do plano estratégico de crescimento da empresa, com foco nos Estados Unidos e, possivelmente, na Ásia.