Gilsinei Hansen. Foto: Divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A Linx está unindo as áreas de Digital e Core da organização no que parece ser um dos primeiros movimentos internos significativos depois da Stone comprar a empresa no final de 2020.

Jean Carlo Klaumann, vice-presidente de Digital e Ommi Commerce da Linx, está de saída da empresa. Klaumann comunicou a decisão em um e-mail para os colaboradores ao qual o Baguete teve acesso.

“Iniciaremos mais um ciclo! Aproximar as estratégias de Digital e Core. Esse movimento faz parte de um novo momento da empresa, de unificação da estratégia de software, e dará mais velocidade à integração dos nossos produtos”, explica Klaumann no comunicado.

Nos últimos dois anos, o executivo liderou a estratégia digital da Linx, onde estão incluídas novas ofertas de omnichannel, plataforma, inteligência de e-commerce e marketplace.  

No comunicado, Klaumann explica que a partir do dia 1 de fevereiro, a Linx Digital passará a ser liderada por Andrei Biscaro, que responderá para Gilsinei Hansen.

Biscaro está há cinco anos na Linx e era até agora diretor executivo, responsável pela operação dos produtos da Linx Digital.

Hansen, que se torna uma figura chave na nova Linx, é vice-presidente de operações para a área de Core Business, onde estão os produtos tradicionais da empresa.

A integração, no caso, é com as soluções de pagamento da Stone, que pagou uma bolada de R$ 6,8 bilhões para comprar a Linx em novembro de 2020, depois de uma disputa apertada com a Totvs, que também estava de olho no negócio.

O negócio foi festejado por analistas na época pela sinergia óbvia das empresas.

A Stone é um player em alta no mercado de pagamentos, com uma operação incipiente de software de gestão. 

Já Linx é líder em software para varejo, com 42,2% de market share, com uma base de 70 mil clientes e 100 mil pontos de venda, todos eles agora potenciais candidatos a receber uma oferta conjunta para usar máquinas da Stone.

Uma integração de empresas desse calibre sempre tem efeitos no organograma, o que está começando a acontecer na Linx.

A movimentação coloca novos nomes à disposição no mercado. Klaumann é um executivo experiente no mercado de software de gestão, no qual está desde 1999.

Ele foi diretor de vendas da IFS, diretor do negócio de gestão de recursos humanos da PeopleSoft, diretor de vendas da Datasul e diretor de operações da Totvs.

Outros nomes de peso já saíram da Linx. Em julho, o ex-vice-presidente da Linx, Denis Piovezan, assumiu o comando da Dimensa, empresa de tecnologia para o setor financeiro da Totvs, criada em sociedade com a B3.

Piovesan foi contratado pela Linx em 2017 como o diretor executivo responsável por estruturar a divisão de meios de pagamento da Linx, sendo promovido em 2019 para VP da empresa.

O executivo fez carreira no setor financeiro, tendo passado por cargos em nível de diretoria na área no Banco Ibi, Walmart e Losango.