Cristiano Barbieri, VP de estratégia digital, inovação e tecnologia da SulAmérica. Foto: Divulgação.

A seguradora SulAmérica agora conta com recurso de biometria facial para acesso ao aplicativo SulAmérica Saúde.

A novidade foi desenvolvida internamente pela SulAmérica com o uso da plataforma de inteligência artificial da Microsoft.

Com a biometria facial, o acesso ao app é liberado a partir do reconhecimento o rosto do segurado. Para utilizá-la, é necessário contar com a versão mais recente do app. 

O recurso já está disponível para parte dos clientes e em breve será expandido para todos os segurados da SulAmérica Saúde.

“Pensamos na tecnologia como uma aliada para surpreender o cliente e facilitar seu cotidiano. Temos disponibilizado soluções pioneiras em nossos aplicativos e hoje podemos dizer que os segurados de Saúde contam com um dos apps mais completos e inovadores do mercado”, afirma Cristiano Barbieri, VP de estratégia digital, inovação e tecnologia da SulAmérica.

O SulAmérica Saúde combina tecnologias de inteligência artificial e cognitiva para oferecer serviços de atendimento ao cliente via chat e de solicitação de reembolso para consultas de até R$ 1 mil por meio do envio de uma foto do recibo, que pode ser feita com a câmera do smartphone. 

Além disso, com o serviço Médico em Casa, o app permite agendar atendimento médico em domicílio para crianças de até 12 anos e beneficiários a partir de 65 anos em 19 cidades brasileiras.

“Com o acesso por biometria facial, nosso aplicativo transforma a experiência do usuário, tornando o processo de acesso a informações sobre os produtos da SulAmérica ainda mais fácil e dinâmico. Isso, sem dúvidas, agrega valor aos nossos serviços, algo que se reflete na satisfação dos clientes em relação à companhia”, explica Marco Antunes, vice-presidente de operações e tecnologia da SulAmérica.

A SulAmérica conta com uma rede de mais de 30 mil corretores independentes. Fundada em 1895, a companhia possui cerca de 5,3 mil funcionários e atua em várias linhas de seguros, como saúde e odontológico, automóveis e outros ramos elementares, vida, além de outros segmentos, como previdência privada, investimentos e capitalização. 

Com mais de sete milhões de clientes, de pessoas físicas a grandes empresas, a empresa registrou receitas totais de R$ 18,2 bilhões em 2017.