O setor financeiro investiu R$ 21,5 bilhões em TIC ao longo de 2014. Foto: SergeyP/Shutterstock.

A Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária aponta que o setor financeiro investiu R$ 21,5 bilhões em tecnologia da informação e comunicação ao longo de 2014. O valor apresenta um crescimento de apenas 3,3% frente aos R$ 20,8 bilhões aplicados pelo setor no ano anterior.

A indústria financeira mantém uma média de crescimento anual de 6% nos investimentos em TI.

O maior percentual de investimento (43%) foi destinado para hardware. Segundo o Computerworld, a representatividade reflete o impacto de grandes somas aportadas por bancos como Bradesco e Itaú na modernização de sua arquitetura e seus centros de processamento de dados. 

Mesmo com uma alta de 4% nesse ano, a participação de recursos aplicados em hardware vem caindo frente aos gastos totais com tecnologia por instituições financeiras. Em 2010, o percentual destinado a essa frente chegou a representar 47% do total aportado pelos bancos em tecnologia da informação.

Já a área de software passa pelo processo contrário. Ao longo dos últimos cinco anos, os investimentos em sistemas passaram de 29% para 39% (em 2014) do montante aplicado pelos bancos brasileiros em iniciativas de TI. 

O total aportado em software cresceu 16% frente a 2013. 

A participação do segmento de telecom no investimento caiu de 18% para 17% em 2014.

O setor financeiro responde por 18% do total de gastos com TI no Brasil, percentual semelhante a países como Estados Unidos, França e Argentina.