Camila Rabelo, diretora comercial e de marketing da Agis. Foto: Divulgação.

A Agis reformulou seu modelo de negócios em janeiro deste ano com o objetivo de crescer no mercado de distribuição brasileiro. O setor caiu 8% no ano passado, segundo a Associação Brasileira de Distribuidores de TI (Abradisti).

Com as mudanças, a distribuidora afirma que alcançou um aumento de 30% no faturamento no primeiro semestre de 2016 em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa encerrou o ano passado com uma alta de 5% na receita. A meta para 2016 é finalizar o ano com um aumento total de 17% no faturamento.

Para alcançar o resultado, a empresa aposta na proposta de valor com divisão das atividades em quatro unidades de negócios (BUs, na sigla em inglês). A empresa conta agora com as áreas de Imagem e Automação, Impressão, Infraestrutura e PCs. 

“Cada núcleo conta com equipe de especialistas para entender as necessidades dos clientes, realizando um trabalho cada vez mais consultivo, além do comercial”, explica Camila Rabelo, diretora comercial e de marketing da Agis. 

Pela nova estrutura, as BUs ficam responsáveis pela distribuição de ponta a ponta, da logística, implementação do projeto, formas de pagamento, até o relacionamento com os fabricantes.

A empresa conta, ainda, com um canal de vendas especializado às revendas que atendem projetos à pequenas e médias empresas (PMEs).

Com cerca de 5 mil canais contando com a Agis a cada trimestre, a empresa vê em sua nova estrutura uma forma de atender os canais médios. Mudanças recentes no segmento de ditribuição parecem ter deixado parte do mercado disponível para a Agis.

Entre as movimentações do mercado está a compra da distribuidora americana Ingram Micro por US$ 6 bilhões pelo conglomerado chinês HNA. Com atuação no Brasil, a companhia havia adquirido o Grupo Ação em outubro de 2015, ampliando sua presença no país.

Também em outubro do ano passado, a Officer, uma das maiores distribuidoras nacionais de produtos de informática, entrou em concordata após oficializar o seu pedido de recuperação judicial.

Já em 2014 a americana ScanSource comprou a distribuidora brasileira Network1 por US$ 70 milhões.

Outra novidade no mercado de distribuição brasileiro foi a chegada da Arrow, que iniciou oficialmente sua operação no país em agosto do ano passado.

“Há um gap no setor, pois o canal médio acaba não se sentindo tão bem atendido por distribuidoras de grande porte, e é com essas empresas que a Agis procura fortalecer sua atuação”, explica.

A área de Imagem e Automação da Agis atende a clientes que buscam soluções de LFD, gerenciamento de painéis eletrônicos, automação comercial e segurança eletrônica. A unidade atua com equipamentos das fabricantes Elgin, Epson, LG e Samsung.

Já a unidade de Impressão é especializada em implementação de parques com as fabricantes Xerox e HP. 

A equipe da área de Infraestrutura atua com servidores, armazenamento, redes, sistemas convergentes, switches, softwares e serviços e nuvem. As marcas utilizadas pela unidade são HP, Huawei, Lenovo e APC.

O time de PCs presta um atendimento consultivo, indicando as soluções mais adequadas para cada tipo de projeto, incluindo notebooks e ultrabooks, desktops, workstations, softwares (Windows, pacotes Microsoft Office e antivírus) e componentes para pequenas, médias e grandes empresas.