Jorge Krug, diretor de Tecnologia do Banrisul. Foto: Nabor Goulart.

O Banrisul, banco estatal gaúcho, conta com a solução Predictive Insights, da IBM, para a realização de análise preditiva.

A ferramenta, contratada em 2017, é o primeiro passo para uma futura adoção da plataforma de inteligência artificial Watson, de acordo com o Convergência Digital.

Em entrevista exclusiva ao portal, Jorge Krug, diretor de Tecnologia do Banrisul, disse que o caminho inicial que levará à IA é voltado tanto para o público interno quanto externo.

“Não apenas para pensarmos na oferta ao cliente, mas também para os nossos processos internos. Melhorou muito o nosso modelo de desenvolvimento de sistemas", afirmou Krug.

Rodrigo Borges, executivo regional do Sul do setor financeiro da IBM Brasil, diz que o acordo é um passo relevante para a incorporação da inteligência artificial nos processos do banco. 

"O cliente na ponta não pode ficar sem serviço. Isso é mandatório para o banco. E estamos, com essa parceria, mostrando que é possível prever as falhas e impedir que o serviço pare", afirma Borges. 

A partir da solução, o Banrisul venceu o Prêmio Efinance 2019, concedido pela Editora Executivos Financeiros, com o projeto Monitoração Cognitiva no Ambiente Mainframe, que concorreu na categoria automação cognitiva. O

O projeto apresentado pelo Banrisul foi destacado pela integração com o ambiente de monitoração, pela capacidade e agilidade de análise de dados de diversas fontes e pela ampliação do conhecimento sobre as aplicações das suas equipes técnicas e de negócios. 

A monitoração cognitiva permite o gerenciamento da infraestrutura de TI e gera agilidade, monitoração proativa, detecção de anomalias no ambiente, emissão de alertas, entre outros.