Babak Parviz. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Babak Parviz, um dos principais cientistas do Google X - laboratório de inovação da empresa - e uma das mentes creditadas pela criação do Google Glass, anunciou esta semana a sua saída da empresa onde criou os óculos de realidade aumentada. O destino? Amazon.

Segundo informa o TechCrunch, Parviz postou em seu perfil na rede social Google+ uma mensagem fazendo menção à sua mudança, falando sobre sua experiência no Google e sugerindo novos desafios na Amazon.

"Eu criei e liderei alguns projetos no Google (entre eles o Google Glass e Google Contact Lenses) antes de mudar para a Amazon e trabalhar em outras coisas agora...", postou Parviz.

Entretanto, o papel do cientista na Amazon ainda não é conhecido. O que se sabe é que a Amazon está expandindo seu campo de atuação, apostando em tecnologias de ponta para se manter competitiva.

"Dado o histório de Parvik e o recém-conhecido interesse da Amazon em fazer de tudo, desde smartphones até drones, imaginamos que será desenvolvido algo interessante", disparou Greg Kumparak, do TechCrunch.

Segundo analistas, a mudança de Parviz faz sentido, já que em maio a empresa de Mountain View mudou a liderança no projeto Glass, tirando Parviz e colocando o ex CMO da Art.com, Ivy Ross.

Além do Google Glass, outro projeto inovador de Parviz no Google foi o de lentes de contato capazes de medir o nível de glicose para diabéticos. Elas contém um pequeno chip wireless e um sensor de glicose em miniatura, colocados entre duas camadas do material da lente.

Segundo divulgado pelo presidente de tecnologia do Google, Sergey Brin, o Google X tem atualmente oito projetos em andamento - seis deles conhecidos pelo público: Google Glass, carros sem motorista, tecnologia de energia eólica (Makani Power), Projeto Loon (balões com Wi-Fi), redes neurais e lentes de contato inteligentes.