NOMES

Unico contrata ex-99

14/07/2021 09:17

Pâmela Vaiano assume a diretoria de comunicação da startup de IDtech.

 

Pâmela Vaiano.

Tamanho da fonte: -A+A

Pâmela Vaiano, ex-diretora de comunicação e responsabilidade social da 99, acaba de assumir como diretora de comunicação da Unico, companhia brasileira em alta no segmento de assinatura digital e biometria facial.

Vaiano tem ainda passagens pela diretoria de comunicação para América Latina da gigante farmacêutica GSK e por cargos de gerência na comunicação da Johnson & Johnson, além de ter empreendido como diretora da Alude, uma empresa de comunicação corporativa com clientes como Votorantim e PageGroup.

Curiosamente, Vaiano começou a carreira como estagiária na BRQ, uma grande empresa brasileira de tecnologia, ainda em 2001.

“Integro a Unico com a missão de promover diálogos significativos e relevantes com nossos públicos, apoiando na conscientização sobre temas absolutamente urgentes, como segurança da informação, uso de dados e o empoderamento das pessoas, para que possam gerir suas identidades digitais, desburocratizando a vida diária e prevenindo fraudes”, afirma Vaiano.

A nova contratação da Unico tem o perfil dos nomes que a empresa vem chamando para compor a equipe nos últimos tempos, com background em grandes empresas, algumas vezes em segmentos com forte penetração junto aos consumidores finais.

Um outro exemplo é Sílvia Andrade, contratada no final do ano passado para ser diretora de produto, que também tem uma passagem pela Johnson & Johnson, onde foi diretora de marketing cuidando de marcas como Hipoglos, Listerine e Band Aid.

A executiva também passou pela diretoria de bebidas não alcoólicas da Kirin, um negócio na casa do R$ 1,5 bilhão anual.

O time técnico também está sendo reforçado, com nomes como Marcelo Quintella (ex-Google) como VP de Produto e Igor Ripoll (ex-Salesforce e Microsoft) como VP de Vendas e Customer Sucess e Fernanda Weiden (ex-Google e Facebook) como VP de Engenharia.

No último ano – até maio de 2021 – a unico saltou de 180 para cerca de 600 colaboradores. A startup possui 50% de mulheres do total dos funcionários e a liderança é formada por 50% delas. 

­Todo esse talento custa dinheiro, mas isso a Unico tem de sobra. Só em 2020, a startup recebeu dois aportes: R$ 40 milhões da Igah Ventures, em janeiro, e R$ 580 milhões em setembro, dos fundos internacionais General Atlantic e SoftBank Latin America Fund.

São números que colocam a empresa como a mais badalada no emergente mercado de identificação biométrica, ou, para usar o jargão da moda, IDtech.

Só no primeiro trimestre desse ano, os clientes da empresa já fizeram 67 milhões de autenticação de identidade e validaram eletronicamente 1,4 milhão de documentos.

Veja também

FARMÁCIAS
Procon-SP notifica Drogasil sobre biometria

Após questionamentos, o grupo desistiu de exigir impressão digital para descontos. 

BIOMETRIA
Congonhas testa embarque com reconhecimento facial

Com testes já iniciados no Rio de Janeiro, projeto é o primeiro do mundo em uma ponte aérea.

DÍVIDA
Golpe usa biometria facial para financiar carros

Publicitário relatou a compra de uma picape Amarok em seu nome através do Itaú.

VAREJO
Super Muffato tem pagamento por biometria facial

Projeto é da Payface, uma startup de Florianópolis que está em alta no nicho.

DOCUMENTOS
Unico adquire ViaNuvem

Empresa tem tecnologia de onboarding digital para concessionárias de veículos.

TIME
Unico contrata VP da Salesforce

Novo reforço de peso, Igor Ripoll passou ainda por Oracle e Microsoft.