VERSÃO BRASILEIRA

Inhotim quer receber SXSW

14/09/2016 12:08

O festival acontece anualmente em Austin, nos Estados Unidos.

O centro de arte Inhotim quer receber uma edição brasileira do festival SXSW. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O centro de arte Inhotim, em Minas Gerais, quer receber uma edição brasileira do festival SXSW (South by Southwest), que acontece anualmente em Austin, nos Estados Unidos.

A Folha de S. Paulo relata que as negociações entre Bernardo Paz, fundador de Inhotim, e os organizadores do festival, estão avançadas.

Os diretores do evento americano já foram ao gigante centro de arte ao ar livre para estudar como seriam feitos concertos, palestras e exibições de filmes no local.

O Instituto Inhotim conta com um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil em seus 96,87 hectares de área de visitação. O ambiente inclui jardins, galerias, edificações, além de cinco lagos ornamentais.

O SXSW é um festival de música organizado há 27 anos. Nos últimos anos ele cresceu, incorporando cinema e internet, e se tornou uma referência global em convergência de mídias: o ponto de encontro de nova tecnologias, filmes, música, games, mídias sociais, etc.

Empresas de diversos setores, como Google, Microsoft e Sony, participam do evento. O Twitter, por exemplo, foi lançado durante o SXSW de 2007. 

Em nota, Instituto Inhotim afirma que "até o momento não há, formalmente, negociação institucional em andamento com a organização do festival norte-americano South by Southwest".

Entre os projetos de expansão do Parque, há planos para "a realização de grandes festivais de cinema, música, dança, teatro e tecnologia em parceria com outras instituições".

 

*Esta matéria foi atualizada às 10h30min do dia 15/09/2016 para incluir a nota do Instituto Inhotim.

Veja também

APEX-BRASIL
Dobra participação brasileira no SXSW

Mais de 50 startups, empresas de economia criativa e investidores irão para o SXSW com a Apex.

NEGÓCIOS
SXSW: presença do Brasil gera US$ 18,9 mi

A Apex-Brasil levou 57 empresas do Brasil para o festival.

EMPREENDEDORISMO
EUA propõe visto para startups

Para se qualificar, o empreendedor precisa ter uma participação de 15% em uma startup americana.

EMPREENDEDORISMO
Baidu: programa para startups brasileiras

O objetivo é identificar startups que possam crescer com o tráfego e conexões do Baidu.