A Uber selecionou a cidade de Toronto para receber mais investimentos voltados a carros autônomos. Foto: Pexels.

A Uber Technologies selecionou a cidade de Toronto, no Canadá, para receber mais investimentos, ganhando um centro de engenharia focado em expandir as operações de carros autônomos da empresa.

O Business Insider relata que a executiva Dara Khosrowshahi afirmou, na quinta-feira, 13/9, que a Uber investirá mais de US$ 150 milhões em cinco anos para reforçar sua capacidade de engenharia, com uma nova abertura no início de 2019, e expandir seu trabalho em inteligência artificial. 

A empresa, sediada em São Francisco, espera contratar centenas de novos funcionários, elevando o número total de funcionários em Toronto para mais de 500.

Com o investimento, a Uber deve expandir seu trabalho em tecnologia de direção autônoma, uma área em que a empresa está atrás dos concorrentes. 

A Uber abriu um centro de pesquisa de carros autônomos em Toronto no ano passado e nomeou a professora associada da Universidade de Toronto Raquel Urtasun como chefe da organização.

No entanto, o negócio de carros autônomos da Uber parou depois que um de seus SUVs autônomos matou um pedestre em Tempe, no Arizona, em março. A Uber rapidamente removeu seus carros-robô da estrada, demitiu centenas de motoristas de teste e fechou operações no Arizona, seu centro de testes autônomo.

Desde o acidente de Tempe, a Uber explorou opções como parcerias com empresas que desenvolvem carros autônomos e uma potencial venda do negócio autônomo. No entanto, o investimento em Toronto é um forte sinal de que a Uber decidiu continuar a construção de sua própria tecnologia no segmento.

A unidade autônoma é uma contribuinte significativa para as perdas da Uber, que no segundo trimestre foram de US$ 891 milhões. Para o investimento no Canadá, a empresa afirma que não vai levantar financiamento adicional.

O escritório de engenharia que deve ser inaugurado no próximo ano é o oitavo escritório da Uber fora dos Estados Unidos e será usado para a construção de infraestrutura de tecnologia para produtos da Uber como a entrega de produtos e de alimentos.

Toronto tem sido o destino de muitos investimento de gigantes do setor de tecnologia, com destaque para iniciativas de IA.

A LG, fabricante sul-coreana de eletrônicos, firmou um acordo com a Universidade de Toronto em agosto para lançar um laboratório de inteligência artificial. A LG também considerou Montreal como sua localização no Canadá, mas acabou se fixando em Toronto por causa da experiência da universidade local em deep learning.

A Samsung, concorrente da LG, também anunciou o lançamento de um laboratório de IA semelhante em Toronto. 

O Facebook inaugurou em 2017 um centro de pesquisa e desenvolvimento dedicado ao tema no Canadá, mas com sede em Montreal. A cidade é um dos hubs de pesquisa no Canadá sobre IA e tem laboratórios de empresas como Microsoft e Google focados no tema.

No ano passado, o governo canadense divulgou um investimento de CAD$ 125 milhões para fomentar o tema de IA em Toronto, Montreal e Edmonton.