Infor tenta abordagem inédita no Brasil com a Ingram. Foto: Divulgação.

A Infor acaba de fechar um contrato com a Ingram, tornando a empresa a primeira distribuidora da multinacional de sistemas de gestão na América Latina.

Pelo acordo, os canais ligados à Ingram poderão vender software de gestão de ativos, armazéns, controle de orçamento e os sistemas de gestão da Infor (para quem gosta de siglas de três letras em inglês: EAM, WMS, EPM e ERP, respectivamente).

“Ainda existe bastante espaço para crescer em TI no mercado brasileiro, e a Ingram Micro nos ajudará a ampliar nossa cobertura no país e a fazer negócios com o setor público”, afirma Volker Lafrenz, vice-presidente e gerente geral da Infor Latam.

Para Marcelo Kempinski de Medeiros, senior channel manager da Infor, a Ingram será um “multiplicador para alcançar verticais específicas por indústria em todo o país”.

Hoje a Ingram Micro Brasil distribui soluções de mais de 100 grandes marcas, sendo cerca de 50 de software. 

Empresas de software de gestão empresarial, no entanto, normalmente constroem e controlam todo o seu canal de vendas indiretas. Acordo com grandes distribuidoras como a Ingram não são comuns.

Mas o fato é que vendas indiretas nunca foram o forte da Infor no Brasil.

Em 2011, elas representavam 25% do total e a empresa tinha a meta de subir elas para 50% em três anos. 

Não se sabe se essa meta foi atingida ou não. Questionada sobre o tema canais, a Infor disse por meio da assessoria de imprensa que continuará atuando diretamente com canais que já estavam em seu ecossistema antes de assinar a parceria com a Ingram Micro e/ou por “questões estratégicas”.

A empresa disse que não abriria o número de canais brasileiros, porque a Infor não abre números regionais.

Em 2011, eles a empresa abria essa informação: ela tinha então 15 canais, 14 deles no nível de entrada e apenas um no nível mais alto. 

No quesito vendas diretas, a Infor também andou fazendo ajustes na estrutura brasileira, incluindo a extinção do cargo de country manager no país, um cargo de alta rotatividade nos últimos anos.

No começo do mês a empresa anunciou Waldir Bertolino, ex-gerente de vendas da Totvs, para diretoria de vendas da Infor no Brasil, focado nas vendas diretas.

O diretor de vendas responde diretamente para Volker Lafrenz.

No final de 2016, o Koch Equity Development, braço de investimentos da gigante industrial americana Koch Industries, investiu US$ 2,5 bilhões na Infor.

A Infor é forte no segmento industrial, incluindo algumas empresas do grupo Koch. 

Analistas apontaram que o negócio faz parte de um esforço da Koch em se transformar em uma empresa mais digital, à exemplo do que está fazendo a GE.

A Koch Industries é o segundo maior grupo de capital fechado dos Estados Unidos, com faturamento de US$ 115 bilhões e negócios em petróleo, petroquímica, energia, minério e celulose. 

Se fosse uma empresa aberta, a Koch estaria na 17ª posição no Fortune 500.