TI

Andela inicia operações no Brasil

14/09/2021 12:19

Plataforma que conecta profissionais de TI com empresas quer atrair usuários brasileiros.

Álvaro Oliveira, EVP de Talent Operations da Andela. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A Andela, plataforma que conecta profissionais de TI com empresas, inicia atividades no Brasil. 

A operação está a cargo de Álvaro Oliveira, um profissional com experiência em negócios similares ao da Andela. 

Oliveira foi por oito anos VP na Top Tail, rede de talentos do mundo de negócios, design e tecnologia.

O foco da plataforma é conectar desenvolvedores com empresas para construírem times remotos de engenheiros de TI. 

A conexão é feita através de um software desenvolvido pela companhia que realiza “matchs” entre os profissionais e as oportunidades presentes na plataforma.

A Andela é gratuita para o desenvolvedor e parte da remuneração é negociada para a companhia através do serviço realizado. A empresa é global e permite profissionais brasileiros se conectarem com oportunidades de outros países.

Entre seus clientes estão nomes como Cloudflare, GitHub, viabomCBS e Women Who Code. 

A Andela não disponibiliza informações sobre a quantidade de usuários utilizando a plataforma, mas afirma que dos que se aplicaram nos últimos meses, metade são da América do Sul.

Ao se tornar global e remota, a Andela permite flexibilidade para formar equipes para além das fronteiras de seus países, conjuntos de habilidades e fusos horários. A transferência dos valores do serviço é realizada por uma parceria com uma empresa americana.

“A Andela possui a expertise de pensar no trabalho remoto global, tornando a experiência assertiva, prática tanto para o cliente, como para o engenheiro. Como brasileiro, acredito no potencial dos talentos do país para estarem em empresas de tecnologia ao redor do mundo”, conta Oliveira. 

Fundada na Nigéria, a Andela foi lançada em 2014 e já captou mais de US$ 180 milhões de investidores internacionais e pan africanos, incluindo Generation Investment Management, Chan Zuckerberg Initiative, GV e Spark Capital, Serena Ventures, CRE Venture Capital e TLcom Capital.

Além disso, a empresa continua a oferecer oportunidades de capacitação por meio da Andela Learning Community (ALC), que já treinou mais de 77.000 engenheiros até o momento.

Veja também

CAIXA
Totvs vai buscar R$ 2,5 bi na bolsa

Dinheiro deve ir para fazer ainda mais aquisições. Quem é o próximo alvo?

LOGÍSTICA
Total Express tem novo head de tecnologia

Juliano de Conti chega com foco na expansão da empresa, principalmente no setor de e-commerce.

ANO FISCAL
Como otimizar o seu Fechamento Anual

Confira dicas de como melhorar este processo.

REFORÇOS
Klassmann, ex-Agibank, é CFO na Appmax

Startup gaúcha está contratando profissionais experientes para o time.

CONTRATAÇÃO
Ex-GetNinjas assume produto na Tmov

João Oliveira é o novo CPO do marketplace de logística voltado ao agronegócio.

SEGURANÇA
Nubank procura bugs com HackerOne

O banco digital vai recompensar pesquisadores que encontrarem vulnerabilidades em seu aplicativo.