Tempo sendo perdido é um problema. Foto: flickr.com/photos/tranchis

CIOs amadores custam bilhões de dólares em perdas de produtividade em empresas da Austrália, Brasil, Chile, Índia e Estados Unidos.

É o que aponta uma pesquisa AMI-Partners, encomendada pela Microsoft, com 538 “gerentes de TI involuntários” de empresas com 100 ou menos empregados.

Ao todo, as pesquisas investem anualmente US$ 83 bilhões em TI e comunicação, mas perdem US$ 24 bilhões em produtividade ao escolher  funcionários não especializados em TI para coordenar o setor.

A média de tempo perdido é de seis horas por semana, o que totaliza cerca de 300 horas anuais.

No Brasil, o prejuízo também é grande: as 4,6 milhões de pequenas empresas existentes no País gastam anualmente US$10,9 bilhões com TI.

Como 35% delas possuem gerentes de TI involuntários, isso significa que 286 horas de produtividade são perdidas ao ano, por empresa.

Há casos mais graves: 28% das empresas gastam entre 6 e 10 horas por semana e 10% mais de 10h semanais com a gestão interna da infraestrutura tecnológica.

Boa parte (39%) dos “gerentes de TI involuntários” sentem que a gestão de TI é um incômodo e         26% indicaram que eles não se sentem qualificados para este gerenciamento.

Seis em cada 10  desejam simplificar as soluções de tecnologia de sua empresa para reduzir a dificuldade de gestão diária do ambiente de TI.
Se você estava se perguntando porque afinal a Microsoft resolveu pesquisar sobre as agruras da vida dos gerentes de TI involuntários, a resposta é simples: vender suas soluções em nuvem.

A AMI-Partners concluiu que há interesse por parte desse público em utilizar soluções em nuvem nos próximos 12 meses a fim de reduzir suas cargas operacionas e melhorar o gerenciamento TI.

Enquanto em todo o mundo, um em cada três gerentes pretende investir mais em soluções na nuvem ou hospedadas e 36% estão interessados em um pacote de produtividade e colaboração, no Brasil, 20% pretendem migrar suas soluções para a nuvem e mais que o dobro, 42%, estão interessados em suítes de colaboração.

“Com as soluções de nuvem da Microsoft, implementadas com apoio da nossa rede de parceiros, o trabalho do gerente involuntário fica muito mais fácil”, resume Victor Gureghian gerente para pequenas e médias empresas na Microsoft Brasil.