O fim de uma era? Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A DCS vai reduzir o quadro, mudar de endereço e assumir o nome de Thompson Sul, uma referência à JWT (J. Walter Thompson), holding internacional que é acionista majoritária da agência de propaganda gaúcha.

As informações são do Coletiva.net, que cita “insistentes informações do mercado” nesse sentido. A DCS não se manifestou sobre o assunto.

O site especializado no mercado de comunicação cita inclusive o possível novo endereço: a tradicional sede no Moinhos de Vento seria transferida para a Carlos Gomes e o número de funcionários cortado dos atuais 50 para 25.

O principal cliente da nova Thompson Sul seria a área digital da Vonpar. A Tramontina, que é outro nome grande da carteira, já é atendida diretamente de por São Paulo pela JWT informa a Coletiva.net.

Caso confirmada, a mudança de nome será o passo final na fase de turbulência vivida pela DCS nos últimos anos.

Os problemas da que foi uma das maiores agências de publicidade do Rio Grande do Sul começaram em setembro de 2011, quando a Azaléia, um dos seus maiores clientes, passou a ser atendida pela DM9Sul, um braço local da paulista DM9DDB.

De acordo com fontes do mercado publicitário ouvidas pelo Baguete, a troca de agência da fabricante gaúcha de calçados aconteceu ao mesmo tempo que Roberto Callage, um dos sócios da DCS, saía do negócio.

O filho de Roberto, Márcio, saiu da posição de gerente de marketing da Olympikus, uma das marcas da Paquetá, para virar sócio da DM9Sul.
 
Dois meses depois, a nova agência faturou ainda a conta Shopping Iguatemi Porto Alegre, outro ex-cliente da DCS, em uma disputa com a GlobalComm e Paim.

No mês seguinte, a DCS perdeu a Lojas Pompéia para a DM9Sul.