Marco Santos, presidente da GFT para América Latina.

Marco Santos, presidente da GFT para América Latina, acaba de assumir também o comando da operação da multinacional alemã para os Estados Unidos.

O executivo tem metas agressivas para o novo mercado, com o objetivo de sextuplicar as vendas em quatro anos, focando em projetos de desenvolvimento de software para  bancos, seguradoras, pagamentos, mercado de capitais, Indústria 4.0 e especialmente as BigTecs (gigantes globais de tecnologia). 

As credenciais de Santos incluem o crescimento exponencial da unidade brasileira nos últimos 9 anos, que saltou de 80 para 1.450 profissionais no período, acrescida de mais 450 profissionais no México e Costa Rica. 

São números significativos, uma vez que a GFT soma 4 mil funcionários em 15 países. A América Latina como um todo é hoje 10% da receita da GFT.

“Vamos agora focar em construir uma nova jornada de crescimento exponencial no maior e mais competitivo mercado de TI e digital do mundo, os Estados Unidos da América. Tenho confiança que vamos fazer história", afirma Santos.

Em janeiro do ano passado, Santos já havia se tornado integrante do conselho executivo da multinacional alemã em nível mundial.

A GFT abriu sua operação no Brasil em 2006 em Sorocaba, no interior paulista, com objetivo de ser um centro de desenvolvimento offshore.

A partir de 2011, a empresa  passou a focar mais no mercado local (foi um movimento comum de muitas empresas com centros de off shore), decolando no país desde então: o faturamento cresceu 15 vezes. Santos assumiu em 2012.

Em 2016, a empresa registrou um aumento de 157% em seu faturamento no Brasil, a maior alta entre as unidades do grupo no mundo.