Guilherme Stefanini.

Guilherme Stefanini, diretor de Novos Negócios do Grupo Stefanini, está assumindo o cargo de CEO da Gauge, consultoria de performance e experiência do usuário adquirida pela gigante brasileira de tecnologia em 2017.

Como dá para imaginar, Guilherme Stefanini é filho de Marco Stefanini, e, pelo que parece, está focado no negócio relacionado ao marketing digital da companhia. 

Em julho do ano passado a Stefanini fechou a compra da W3Haus, agência digital gaúcha que está entre as maiores do país no seu segmento. Meses depois, em um movimento que não foi divulgado, Guilherme Stefanini se tornou "managing partner" na companhia.

São Paulo, março de 2021 – A Gauge, consultoria de produtos digitais e performance, inicia o ano com movimentações que reforçam a estratégia de crescimento da empresa, que hoje tem entre seus principais clientes Abbott, Pearson, Gol Linhas Aéreas, Itaú, GPA, Nike e Vivo.

Na Gauge, Stefanini está entrando com reforços: Amanda Gasperini e Felipe Rodriguez, que atuarão, respectivamente, como head da prática de Marketing Analytics e head de Operações. 

Ambos são profissionais relativamente experientes no mercado de comunicação. Gasperini vem da Fbiz, uma das maiores agências digitais do país, onde foi diretora de Inteligência e Estratégia e Rodriguez vem da agência DPZ&T, onde atendeu clientes como Vivo, McDonald’s, Natura e Petrobras. 

“Com uma série de aquisições nos últimos anos, a Stefanini, que sempre esteve muito presente no mercado de tecnologia e inovação, mostra que tem expertise e apetite para crescer sua participação em marketing digital”, afirma Stefanini. 

Além da Gauge e da W3Haus, compõem o ecossistema de marketing do Grupo Stefanini a Inspiring (plataforma de engajamento), a romena Infinit, a HUIA (digital commerce), Brooke (produtora de conteúdo digital) e CAPS (atuação in house nos clientes).

A Stefanini trata o tema sucessão com discrição. Nos últimos anos, o nome Guilherme Stefanini tem aparecido com frequência, mas nunca é mencionado que o profissional é filho do fundador da empresa (não que seja necessário ser um ás do jornalismo investigativo para descobrir).

Mas a trajetória de Guilherme Stefanini parece ser de preparação para voos mais altos. Ele começou a carreira como consultor na Booz & Company, uma das maiores empresas de consultoria empresarial do mundo, atuando como consultor por três anos, entre 2012 e 2015.

Em fevereiro de 2016, Stefanini foi contratado como consultor digital na Stefanini e vem galgando posições desde então.

Uma eventual transição é um cenário de médio prazo, no entanto.

Marco Stefanini nunca deu pistas que queira se afastar do cargo de CEO da empresa que leva o seu nome e vem crescendo em ritmo acelerado.

A Stefanini faturou R$ 4 bilhões no ano passado, resultado que representa um crescimento de 21% em relação a 2019 e é um dos melhores da empresa nos últimos anos.

O crescimento foi o dobro do registrado em 2019, e o triplo do registrado em 2018 e 2017.