Adriana Bombassaro, Giovanni Sugamosto, Walmir Scaravelli (Mega), Luiz Scheid e Marcos Paulo Malagola (Mega) na assinatura do acordo. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A paulista Mega Sistemas Corporativos firmou uma parceria para integrar seu software Mega Construção ao Mobbus Construção, aplicativo da catarinense Teclógica que oferece recursos de gestão de obras para dispositivos móveis.

A parceria, que tem como meta conquistar 200 novos usuários da solução integrada em 2013, reforça a estratégia da Mega no segmento de construção civil, que no ano passado subiu 12% em participação no faturamento, chegando a 30% dos R$ 59 milhões faturados pela companhia.

A receita representou um crescimento de 18% sobre 2011 e, para este ano, a Mega mira uma expansão de 20%.

E nisso a construção segue no foco, com atenção especial à região Sul, onde fica a nova parceira e onde a Mega já atende a clientes como várias das empresas inclusas no 9° Ranking das 100 Maiores Construtoras do Brasil, divulgado pela consultoria ITC, entre as quais estão a Lamb, de Canoas, a Atena Incorporações, de Caxias do Sul, e a Álamo, de Florianópolis.

Outras 20 companhias de outras regiões do país que usam o Mega Construção também figuram no ranking.

Um reforço para a Teclógica, que agrega a solução à sua área de mobilidade, na qual vem investindo pesado.

Em 2011, a empresa de Blumenau anunciou ter destinado US$ 1,2 milhão ao segmento, com foco em soluções e consultoria.

Já em março de 2013, a companhia anunciou a compra da conterrânea Tridmen, especializada em aplicativos para celular integrados a sistemas de gestão da SAP.

Com a nova integração, o portfólio da catarinense passa a agregar recursos de controle de produtividade e de materiais utilizados em obras.

Gerenciamento de equipamentos e perdas, análise de processos de recursos humanos, coordenação da área de segurança e indicativos de sustentabilidade ambiental, entre outras funcionalidades, também entram na oferta.

“A tecnologia possibilita conectar online o canteiro de obras aos sistemas de gestão, ou offline,com a coleta de dados na obra para integração posterior aos softwares, com períodos de transmissão pré-determinados”, explica Luiz Carlos Mesquita Scheid, diretor de Marketing da Teclógica.

Já o diretor Comercial do Segmento de Construção da Mega, Giovanni Sugamosto, ressalta outros benefícios da solução, como otimização de processos técnicos e segurança de informações para casos de passivo trabalhista, entre outros.

Com matriz em Itu, interior de São Paulo, a Mega oferece soluções de gestão também para os setores de logística, combustíveis, manufatura, agrobusiness e serviços.

A companhia tem 20 canais de atendimento em todo o país. Diretamente, emprega cerca de 700 colaboradores. Já a carteira de clientes passa dos 2 mil.

A Teclógica atua em consultoria, desenvolvimento de sistemas, gerenciamento de aplicações e prestação de serviços.

Sediada em Blumenau, a Teclógica também aposta nos canais, e no ano passado reforçou seu programa voltado a VARs e prestadores de serviços interessados em complementar seu portfólio com o Mobuss Construção Civil.

Para fortalecer o plano, a empresa firmou parceria com a consultoria Market Growing, responsável pela gestão dos canais, firmou cerca de dez parcerias em um mês, chegando ao fim do ano com revendas em todas as regiões do país.

Na época, a diretora de Produtos da Teclógica, Adriana Bombassaro Alexandre, afirmou que a o objetivo era chegar a 70% das vendas feitas via canao, elevando a fatia dos parceiros para 25% do faturamento, que não tem valor revelado, até 2015.