68,4% das cidades estão enviando atividades remotas. Foto. Pixabay.

A Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) revelou que cerca de 85,2% dos municípios gaúchos não usam a internet para recuperar as atividades escolares interrompidas por conta do distanciamento social.

Entre as 497 cidades do estado, 431 responderam ao levantamento - realizado através das de secretarias municipais de educação. 

Segundo a pesquisa, 68,4% dos municípios estão enviando atividades remotas, domiciliares e complementares desde o início da suspensão das aulas, enquanto 25,5% começaram em  maio e 6% vão reorganizar o calendário escolar após o retorno às aulas.

Entre os que enviam atividades, apenas 14,9% utilizam a internet para isso. 

Outros 37,3% as entregam o conteúdo nas escolas, a partir de um cronograma que evite aglomeração, e 47,9% utilizam formas diferentes, como: transporte que passe nas localidades, outros setores da prefeitura, colegas e professores que morem perto.

O estudo não detalha se o motivo da baixa utilização dos meios digitais está nas prefeituras ou na falta de acesso dos alunos. 

Desde 23 de março, 100% das aulas na educação básica estão suspensas em todas as escolas públicas do RS.