Açotubo implementa IFS Applications. Foto: divulgação.

A Açotubo, um dos maiores produtores e distribuidores de aço do país, anunciou um investimento de R$ 4,1 milhões para implementar um ERP em cloud, com o apoio da multinacional IFS.

Segundo informou a IFS em nota à imprensa, a implementação do IFS Applications contemplará processos de gestão comercial, compras, fabricação, planejamento e manutenção da Açotubo, companhia com unidades em oito cidades em seis estados e uma receita de R$ 800 milhões.

De acordo com a empresa, a  expectativa é ter o “go live” do IFS Applications das principais divisões do Grupo nos primeiros seis meses e das restantes dentro de um ano. Com a implementação completa, a solução suportará 350 usuários.

Conforme aponta o diretor comercial do grupo Açotubo, Ribamar Bassi, o investimento serve para reforçar o comprometimento da empresa com princípios de governança corporativa e excelência no atendimento.

“Com a implementação deste novo sistema acreditamos que vamos garantir a eficiência na apuração dos resultados e nos dará de uma maior qualidade no atendimento aos nossos clientes, além de uma integração completa com os fornecedores”, comentou Bassi.

Segundo Lávio Falcão, CEO da IFS América Latina, a empresa sueca venceu uma acirrada concorrência com outros fornecedores de ERP.

“O Grupo Açotubo tem uma operação complexa que requer agilidade nos negócios. A abrangência das funcionalidades do IFS Applications provou ser aderente aos principais processos de negócios da empresa, oferecendo flexibilidade e habilidade para se adaptar às mudanças”, disse Falcão.

Com mais de 40 anos de mercado e atualmente com cerca de 900 funcionários, a Açotubo tem sede em Guarulhos e atende o território nacional com filiais em Salvador, Porto Seguro, Caxias do Sul, Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro e Sertãozinho.

Com cerca de 2,7 mil funcionários globais, a IFS está em um momento de aceleração no Brasil, investindo em canais e em novos contratos. No cenário global, em que pretende competir com pesos pesados como Oracle e SAP, a empresa cresceu 12%, chegando a US$ 351,1 milhões.

Ao mesmo tempo, a companhia sueca é muito competitiva em verticais como energia, óleo e gás, manufatura complexa e aviação e defesa, nas quais as empresas lidam com ativos que precisam ser gerenciados por longos períodos de tempo.

A empresa tem hoje cinco parceiros no pais - Avancera, Metadados, Globalweb, Ação Informática e Spread - número que pretende dobrar o médio prazo. Em termos de faturamento, a expectativa da IFS é crescer 30% no país em 2015.