Andrade Gutierrez está construindo termoelétrica no Rio. Foto: Pixabay.

A Andrade Gutierrez adotou a ferramenta ConstruCode na obra da Usina Termelétrica de Novo Tempo (UTENT), em São João da Barra, no estado do Rio de Janeiro.

O uso do sistema foi iniciado após a ConstruCode ter sido uma das sete selecionadas entre 150 inscritas para participar da Vetor AG, aceleradora de negócios da construtora, em 2018. 

O aplicativo permite a gestão dos processos envolvidos na construção da usina a partir da conversão dos projetos em QR Codes que são impressos e distribuídos em locais específicos de execução na obra. 

Com isso, há uma atualização online dos projetos e comunicação em tempo real entre todos os envolvidos no processo. 

A partir dos acessos os QR Codes, ainda é possível mapear pontos que necessitam mais atenção, com base na quantidade de verificações de cada código. 

O aplicativo é integrada com o sistema de projetos e gestão de documentos da construtora, fazendo com que atualizações no desenvolvimento cheguem também no canteiro de obra.

Assim, alguns processos antes realizados manualmente agora são feitos via ConstruCode, como a leitura de projetos, distribuição de projetos no canteiro de obras e geração do diário de obra.

Para o próximo mês, está prevista a integração entre o app e o sistema da AG para as atividades de recebimento de material no canteiro e mapeamento de avanço físico da obra.

Ainda em fase inicial, a construção da UTENT deve envolver, em todas as suas fases, cerca de 2,5 mil funcionários. 

A usina está localizada no Porto do Açu, no norte do estado do Rio de Janeiro. O início de operação da unidade está previsto para 2020.

O uso do sistema na obra usina ajudará na identificação do comportamento dos usuários para incrementar o desempenho do ConstruCode e possibilitar o uso da ferramenta pela construtora em novos projetos 

“É como um grande laboratório onde os testes são feitos em massa e os resultados coletados instantaneamente, potencializando otimizações do software. Quanto mais ganhos de produtividade geramos para a obra, mais eficiente fica nosso produto”, analisa Diego Mendes, CEO da ConstruCode.

Com o sistema, a empresa consegue reduzir o ciclo de atualização de projetos nas diferentes frentes de serviço, que chegava a durar 5 dia.

“É um trabalho que vai validar nossa tecnologia, com a intenção de aplicá-la a outros projetos do grupo. A experiência credencia o ConstruCode como elemento de inovação, não só das obras da Andrade Gutierrez, mas tendo em vista o cenário do gerenciamento de canteiros pelo Brasil”, completa Mendes.

Diego Mendes, engenheiro civil, fundou a ConstruCode a partir de sua experiência na profissão. A startup é acelerada pela REDE+ (Bahia) e pelo Okara Hub (SP).

No segundo semestre de 2018, entrará no programa de aceleração InovAtiva Brasil.