Claudio Dias e Rafael Moris, fundadores da Joinkey. Foto: divulgação.

A Joinkey, plataforma de gestão e controle de vendas e recebíveis, recebeu um aporte de R$ 3 milhões da Pagolivre, empresa especializada em meios de pagamento.

Este já é a segunda vez que a Pagolivre investe na startup: a empresa havia injetado R$ 2 milhões em seu lançamento, que aconteceu no início de 2020.

A Joinkey foi fundada por Claudio Dias, atual CEO da Pagolivre, e por Rafael Moris, CIO da startup. 

Na prática, a nova empresa consolida e concilia pagamentos realizados através de cartões de débito, crédito, vouchers, programas de delivery e e-wallets, eliminando a necessidade do usuário de acessar vários sites ou aplicativos.

A plataforma é composta por um algoritmo próprio para a consolidação dos movimentos em tempo real, disponível na plataforma mobile, além de oferecer consultoria digital para auxiliar os estabelecimentos em seu dia a dia.

Com mensalidade gratuita por um mês, a solução custa R$ 29,90 mensais depois do período inicial.

Em pouco mais de seis meses de atuação, a nova empresa já soma mais de 10 mil downloads e está em uso em mais de 600 estabelecimentos.

“A pandemia não está sendo empecilho e sim um desafio que superamos na primeira etapa, no lançamento e alavancagem do negócio. Agora vamos estruturar e aumentar ainda mais a robustez da nossa oferta ao mercado para garantir, a cada dia, mais agilidade e eficiência nas operações”, afirma Claudio Dias, CEO da Pagolivre e da Joinkey.

Segundo o executivo, o novo aporte deve ser aplicado no fortalecimento da área de tecnologia e marketing da fintech. 

A Joinkey também está preparando o lançamento de novos produtos dentro da sua oferta ao mercado, como uma plataforma de antecipação de recebíveis aberta para financeiras, fintechs e Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDCs).

“A Pagolivre busca constantemente agregar mais valores aos seus clientes e viu na Joinkey a possibilidade de consolidar e conciliar os seus próprios pagamentos, facilitando a gestão de seus clientes e com soluções e serviços que vão além dos meios de pagamentos tradicionais”, explica Dias.

Para 2021, a Joinkey prevê um faturamento de R$ 2 milhões e pretende triplicá-lo nos próximos três anos.