Tappsi e Easy Taxi unem forças. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A brasileira Easy Taxi e colombiana Tappsi, duas startups latino-americanas de serviços móveis para chamada de táxis, anunciaram a fusão de suas operações, criando a maior empresa do segmento na região.

Com a fusão, as empresas, que atendem conjuntamente mais de oito milhões de corridas por mês, manterão as duas marcas operando como serviços diferentes, mas elas compartilharão e coordenarão as melhores práticas, assim como treinamentos.

Ao continuar operando como duas marcas separadas, Juan Salcedo permanecerá como CEO da Tappsi, enquanto Dennis Wang continuará liderando a Easy Taxi globalmente.

A base de usuários compartilhada agora superará a barreira de 25 milhões de downloads, enquanto o número de taxistas será de meio milhão.

Segundo destacaram as empresas em nota, ambas continuarão recebendo investimentos para aplicar na América Latina e continuar impactando a região e a indústria.  

"Juntos, não só consolidaremos a nossa posição na região, mas também, continuaremos explorando o setor enquanto oferecemos a melhor solução de transporte possível aos nossos usuários” afirma Wang.

O último aporte divulgado pelo Easy Taxi foi em julho do ano passado, em que abocanhou R$ 90 milhões dos fundos Phenomen Ventures e Tengelmannpela. Com o investimento, a empresa somou R$ 145 milhões em investimentos desde o seu início em 2011.

No Brasil, o potencial do mercado de apps de taxi ainda é grande. Apenas 10% das chamadas de táxi no país são feitas via smartphone, um índice que pode subir para até 50% em três anos e pode movimentar mais de R$ 20 bilhões no país.