NUVEM

Seekr migra sistemas para o IBM SoftLayer

15/12/2015 09:22

Sede da Seekr em Blumenau. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Seekr, empresa catarinense de soluções para gestão e monitoramento de conteúdos em redes sociais, migrou seus sistemas para o SoftLayer, ambiente de nuvem pública da IBM.

A iniciativa envolveu a transferência de seus servidores de aplicação, cache e banco de dados para o SoftLayer, em um projeto que foi reconhecido pela Big Blue como case internacional de sucesso.

A nuvem da IBM passou a sustentar a plataforma da Seekr, que oferece soluções de multicanalidade, entre ferramentas de monitoramento, atendimento (SAC 3.0) e relacionamento (CRM).

No ambiente SoftLayer, a companhia passou a atender mais de 2.500 marcas por meio de 60 servidores que garantem desempenho sem interrupções. De acordo com a companhia, a redundância do ambiente foi essencial para a plataforma que tem muitas demandas de negócios.

Ao todo, mais de 30 redes sociais estão inseridas no rastreamento básico realizado pela ferramenta Seekr Monitor, carro-chefe da empresa.

Fundada em 2010, a Seekr investiu em sua expansão em 2015. No início do ano a companhia firmou um acordo com o fundo de investimentos Cventures Primus, com um plano de investimento de até R$ 10 milhões ao longo dos próximos anos.

Em julho, a empresa um novo site com versão gratuita e ilimitada de suas plataformas: o Seekr Freemium. A empresa de Blumenau atendendo mais de 800 clientes, entre eles Gerdau, Locaweb, BNDES, Braskem, Tecnisa, Sicredi, Catho, Porto Seguro, Gol e Vivo.

Veja também

NO TEXAS
W3haus apresentará Causa Brasil no SXSW

Projeto da agência foi escolhido após votação popular e por uma avaliação de técnicos.

GESTÃO DE SOCIAL MEDIA
Seekr: aporte para acelerar expansão

Empresa tem plano de investimentos de até R$ 10 milhões nos próximos anos.

MÍDIAS SOCIAIS
Seeker lança versão free

Na nova versão, os usuários terão acesso a um número limitado de 500 ocorrências por mês.

BIG PLAYERS
Cloud: a galinha de ovos de ouro

Em valores conjuntos, Google, Microsoft e AWS relataram uma capitalização de mercado de mais de US$ 100 bilhões.

ELLISON PROVOCA
Oracle dá adeus à IBM e SAP

"A SAP, que já foi a maior empresa de aplicações do mundo, não é um concorrente nosso no mercado de cloud", disparou Ellison.

ESTRATÉGIA
HPE e MS unem forças pelo Azure

Acordo entre as duas parte prevê que a HP venderá o Azure como a "nuvem de preferência" a seus clientes.