O Grupo CPFL realizou um projeto de backup digital com a Qualität IT. Foto: Divulgação.

O Grupo CPFL realizou um projeto de backup digital com a Qualität IT. Com volume de 3.5 petabytes em backup e perspectiva de crescimento através da aquisição de novas empresas, o objetivo da TI da CPFL foi modernizar e flexibilizar sua solução de backup.

A empresa buscou consolidar o backup em uma infraestrutura que reduzisse a ocupação física de fitas e que simplificasse a forma de guardar os dados.

Até então, as fitas eram armazenadas externamente em um cofre e manipuladas diariamente, exigindo um grande esforço da equipe no controle das versões e liberação das fitas inutilizadas.

Depois de um levantamento junto a cinco fabricantes, a decisão foi adotar a tecnologia IBM com a aquisição de duas ProtecTier, sendo uma com 600TB para o site principal e outra 200TB para o site de Disaster Recovery (DR), com uma deduplicação (remoção de dados duplicados) de 8:1 (em momentos de pico chega a atingir taxas de até 14:1), permite o armazenamento de até 4 Petabyte para site principal e 1.6PB para o site DR.

Por meio da replicação, os dados produtivos do site principal são mantidos em cópia no site DR, eliminando de vez o uso das fitas e a manipulação diária.

“O tempo de recuperação dos dados agora é 85% menor que a solução anterior, com um consumo de storage 89% mais eficiente e um custo 42% menor do que manter a tecnologia que estava em uso e não atendia mais às demandas do negócio”, afirma Márcio Felix, gerente de Tecnologia, Telecomunicações e Segurança da CPFL.

De acordo com Maurício Santos, responsável pela pré-venda do projeto na Qualität IT, todo o ambiente foi substituído pelas duas ProtecTier (que estão conectados em modo de replicação) e está totalmente digital. Storages da família IBMStorwize V5000, um em cada site, complementam a solução.

Com uma taxa de crescimentos de 20% ao ano no seu volume de dados e o backup em mais de 100 ambientes, era inviável ter quase 25% de reprocessamento do procedimento de cópia por falha na fita ou erro de gravação. Com a nova solução, essa taxa caiu para menos de 0,5%.

“A nova solução permitiu atender às políticas de auditoria, com replicação entre os sites, redução de custos de armazenamento externo com fitas, no uso do espaço físico do data center e da janela de tempo de backup. Tudo com performance, alta disponibilidade e otimizando o investimento da CPFL”, ressalta o diretor comercial da Qualität IT, Julio Moretti.

Após os resultados, esse projeto já teve uma expansão, com a aquisição de uma nova ProtecTier e de outro storage V5000 para atender à demanda esperada para o fim deste ano.

A CPFL Energia, há 105 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização e serviços. Com 14,3% de participação, a CPFL Energia é líder no mercado de distribuição, totalizando mais de 9,1 milhões de clientes em 679 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. 

A Qualität IT, fundada em 2006, atua com fabricantes como IBM, Veeam, VMware e Hewlett Packard.