A receita mundial de servidores aumentou 16% no terceiro trimestre de 2017. Foto: Pexels

O Gartner anuncia que a receita mundial de servidores aumentou 16% no terceiro trimestre de 2017 em comparação com mesmo período do ano anterior. As remessas cresceram 5,1% em relação ao segundo trimestre de 2016.

"O terceiro trimestre de 2017 registrou um crescimento global contínuo com resultados regionais variados. A construção de infraestruturas para suportar implementações de Cloud e Cloud Híbrida foi o principal motor de crescimento no mercado de servidores no período", afirma Jeffrey Hewitt, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner.

Os servidores x86 cresceram 5,3% nas remessas no ano e 16,7% na receita no terceiro trimestre de 2017. Os servidores RISC/Itanium Unix diminuíram globalmente 23,5% nas remessas e 18,3% na receita do fornecedor em comparação com o mesmo trimestre passado.

A Hewlett Packard Enterprise (HPE) continua liderando o mercado mundial de servidores com base em receita. Apesar de um declínio de 3,2%, a empresa registrou US$ 3,1 bilhões em receita e uma participação total de 21% no terceiro trimestre de 2017. 

A Dell EMC manteve a posição número 2 com crescimento de 37,9% e participação de mercado de 20,8%. A Inspur Electronics obteve o maior crescimento no trimestre com 116,6%%, impulsionado pelas vendas para fornecedores chineses de Cloud e outros clientes que fazem parte de seus esforços de expansão global.

Nas remessas de servidores, a Dell EMC manteve a posição número 1 no terceiro trimestre de 2017, com 17,8% de participação de mercado. A HPE assegurou o segundo lugar com 16,4% do mercado.

Em termos de receita, todos os cinco principais vendedores se beneficiaram desse crescimento no terceiro trimestre de 2017. A HPE manteve a posição número 1, mas a Dell EMC viu crescimento de ações particularmente forte em relação ao terceiro trimestre do ano passado. 

A HPE é a última dos quatro principais vendedores por receita que ainda tem um negócio de servidores não x86, portanto tem sido mais afetada pelas flutuações desse segmento. A IBM é a quinta colocada em receita de servidores, mostrando crescimento após um longo período de declínio. Isso indica que os efeitos do desinvestimento do System X ficaram para trás.