Não Vai Sair mostra promessas não cumpridas para a Copa. Foto: Reprodução.

Entrou no ar na terça-feira, 13, o site Não Vai Sair. A ferramenta apresenta links para notícias antigas e atuais sobre a Copa do Mundo, que mostram as contradições e mudanças na organização do evento no Brasil.

A capa do site conta com dois botões: A Promessa e A Realidade.

Uma das notícias que aparecem com o clique no “promessa” é sobre uso de dinheiro público para as obras da Copa. A notícia de dezembro de 2007, publicada no Terra, relata que o ministro dos Esportes da época, Orlando Silva, afirmou que “o Brasil não vai gastar nenhum centavo de dinheiro público na construção ou reforma de estádios”.

Enquanto isso, o clique em “realidade” direciona o internauta para uma matéria do LanceNet de junho do ano passado, que afirma que “gastos públicos com os estádios da Copa já passam de R$ 8,5 bilhões”.

Outro exemplo aborda o metrô de Porto Alegre. A promessa está no Portal 2014, em uma notícia de agosto de 2009. “Porto Alegre confirma metrô para Copa”, é o que diz a manchete.

Já a realiadade é apresentada a partir de uma matéria da Zero Hora de abril desse ano. O texto conta que, segundo o prefeito José Fortunati, “o edital deve ser publicado até o final do ano, para que a empresa responsável possa iniciar as obras em 2015. Assim, a viagem inicial do aguardado metrô ocorreria em 2019”.

Entre outros temas apresentados pelo Não Vai Sair estão o metrô de superfície de Cuiabá e a entrega do estádio Itaquerão incompleto.

O projeto é uma iniciativa dois gaúchos: Fernado Leite e Eduardo Menezes. Além disso, conta com a colaboração de Igor Natusch, jornalista.

Leite é formado em Publicidade e Propaganda e atuou como designer gráfico na Dell. Ele tem 29 anos e é autor do projeto Grêmio Hoje e do livro Grêmio Hoje e Sempre.

Menezes, 32, é publicitário e autor do guia Por Fora da Copa, lançado pela editora Dublinense em 2014. 

Colaboraram com esta matéria:
Fernando Leite