Carlos Alberto Pádua, vice-presidente de Serviços de TI da Sonda IT. Foto: Divulgação.

A divisão de Serviços de TI da Sonda IT está sob nova liderança com a chegada de Carlos Alberto Pádua, que assume a vice-presidência da área. O cargo até então era ocupado por Alberto Aguilera, que retorna para a sede da empresa, no Chile.

A nomeação do novo executivo vem somada à integração do portfólio da CTIS Tecnologia, empresa adquirida pela chilena Sonda em 2014, com o leque de ofertas da Sonda IT. Pádua, que atuava como vice-presidente de operações da CTIS, chega com a missão de unir as áreas de Serviços de TI das duas companhias.

Com esta união, a Sonda IT cria uma das maiores organizações de serviços do mercado de tecnologia no Brasil, que reúne nove mil dos 14 mil colaboradores da companhia no território nacional.

“Estamos fortalecendo essa frente, que é a maior referência da Sonda na América Latina, para alavancarmos nossa oferta de terceirização dos processos de TI das empresas de modo que elas possam nos entregar gradativamente suas demandas para compor um full outsourcing”, explica Pádua.

As unidades de negócios comuns entre as duas companhias, que passam a atuar conjuntamente, compreendem as áreas de serviços de gerenciamento de aplicações (AMS), end user services, data center & cloud computing, integração e outsourcing, consultoria de TI e MDS (Management Device Services). 

As novidades de ofertas ficam por conta da chegada das unidades de print center e visual solution, vindas da CTIS.

Em 2014, a Sonda fechou a aquisição da CTIS por um valor que pode chegar a R$ 485 milhões, dos quais R$ 85 milhões estão pendentes de resultados entre 2014 e 2018.

Engenheiro eletrônico formado pela USP e MBA pela FIA, Pádua foi por dez anos vice-presidente de tecnologia da Diebold/Procomp.

Fundada no Chile em 1974, a Sonda atua no Brasil desde 1989. Com cinco mil colaboradores e mais de 1,2 mil clientes ativos distribuídos por 26 escritórios locais,, a organização opera através de quatro divisões de negócios: serviços de TI, SAP, plataformas e aplicativos.

Segundo os últimos dados de resultados divulgados pela Sonda IT, a empresa teve em 2013 um faturamento de US$ 1,2 bilhão. Em 2014, a empresa revelou ter fechado de R$ 250 milhões em novos contratos no Brasil.