Marcela Vairo. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A IBM Brasil e a Flextronics lançam, em parceria com o Núcleo de Aplicação em TI da Universidade de Fortaleza (Unifor), o BlueLAB, laboratório de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

O espaço é equipado com 31 desktops, dois servidores de alta performance, smartboard, tecnologias IBMCognos, DB2 e Websphere Application Server e funciona no campus da universidade, que atende a cerca de 25 mil alunos em 42 cursos de graduação, além de pós-graduações e especializações.

Com foco na capacitação de alunos para o mercado de trabalho, o BlueLAB nasce com meta de formar este ano 240 estudantes em cursos de 300 horas em tecnologias e conceitos como Big Data (Cognos e BI), smarter commerce, Java, DB2 e aplicativos móveis, entre outros.

O diretor de Tecnologia da Unifor, Antônio Roosevelt Guerreiro Chaves, explica que o laboratório está inserido nos programas IBM Academic Initiative e IBM Smart Professional, que dão acesso a licenças gratuitas de software IBM para uso acadêmico, equipamentos de grande porte da companhia para fins de pesquisa, entre outros materiais.

Além disso, o programa garante descontos em certificações IBM. 

Marcela Vairo, gerente de Relacionamento e Alianças Estratégicas da IBM, ressalta que o primeiro grande projeto a ser implementado no BlueLab será o IHosp, em parceria com o Instituto Atlântico, órgão de pesquisa e desenvolvimento local ligado ao CPqD.

“Esse projeto contará com uma equipe de três estagiários, suporte técnico e dois professores apoiados e orientados pela IBM”, explica ela.

O IHosp é um sistema de gestão ponta-a-ponta hospitalar, com foco em hospitais públicos, já testado em duas instituições cujos nomes não foram revelados.

A ferramenta permite o gerenciamento de todos os processos hospitalares, desde o histórico de pacientes até a gestão financeira e interligação com o Ministério da Saúde.
 
Desenvolvido em linguagem livre, o software está em fase de transição para a plataforma IBM usando Cognos, DB2 e Websphere Application Server.

Para o gerente de Vertical da Área de Saúde do Instituto, Cilis Aragão Benevides, a mudança de plataforma trará robustez e escalabilidade à ferramenta.

“Além da chancela da marca IBM”, acrescenta ele.

Não é o primeiro projeto do gênero movido por IBM e Flextronics, que entra na parceria com a expertise de fabricante de produtos eletrônicos e soluções para os setores médico, de energia e OEMs móvel, entre outros.

Em 2012 as duas empresas anunciaram, em uma aliança com o Centro Universitário Senac, o Centro InovaCidades, localizado em Santo Amaro e voltado a desenvolver soluções baseadas em computação na nuvem para o gerenciamento de cidades inteligentes.

O InovaCidades também mira a especialização de profissionais em cloud computing e desenvolvimento ágil de software.