MarGirius conseguiu uma redução de 25% no tempo de confecção do molde. Foto: Divulgação.

A empresa MarGirius, especialista em controles elétricos e eletrônicos, adotou a impressora 3D Stratasys Objet 30 PRO, fornecida pela SKA, para reduzir o tempo de retrabalho nos moldes após os primeiros testes, que por conta de alguns ajustes, tomavam até 70% do tempo da confecção do molde.

Com a impressora, a empresa conseguiu uma redução de 25% no tempo de confecção do molde.       

“Um dos nossos gargalos eram as correções efetuadas nos moldes após os primeiros try-outs, pois apenas após injetarmos as primeiras peças é que eram observadas as correções ou ajustes necessários nos moldes”, revelou o responsável pelo desenvolvimento de produto da empresa, Pedro Juan Martin. 

Segundo Maritn, com a impressora 3D o setor ganhou tempo na concepção do produto e na confecção de moldes e dispositivos, minimizando recursos e reduzindo erros.

Outro benefício destacado por Martin é o tempo inédito na aprovação do design de um novo projeto. 

“Este tempo poderia levar até trinta dias, com a impressora 3D já obtivemos aprovação com cinco dias”, observa ele.

O sistema Objet30 PRO em uso na engenharia da MarGirius tem a capacidade de imprimir com material transparente, característica que otimiza o desenvolvimento do produto final.

“O material transpartente permitiu a visualização de complexos mecanismos eletromecânicos no interior dos produtos que antes não poderiam ser visualizados com o conjunto montado”, explica Martin.

Fundada em 1949, a MarGirius tem uma produção anual de mais de 70 milhões de itens. A empresa está presente em mais de 13 mil clientes em todo o Brasil, além de países da América Latina, disponibilizando mais de 15 mil opções de produtos que atendem desde as pequenas lojas de material elétrico até grandes indústrias de produtos eletro-eletrônicos.