Que tipo de experiência mobile sua empresa oferece? Foto: CREATISTA/Shutterstock.

A presença mobile das empresas brasileira ainda engatinha, com a ampla maioria (63%) das grandes empresas nas fases iniciais das suas iniciativas da área.

É o que aponta a primeira edição do Mobility Index, pesquisa realizada pela Pontomobi para avaliar o grau de mobilidade de 275 marcas brasileiras, selecionadas a partir da lista dos 300 maiores anunciantes do país.

Dos participantes, 32,4% se classificaram na categoria Zero Mobile, que, como o nome explica, indica nenhuma presença mobile. Outros 31,6% ficaram como Mobile Curioso, o que indica uma atuação casual, sem sem ligação com uma estratégia.

Níveis mais avançados como Mobile Básico, que indica presença, mas não ênfase no canal, ficaram com 19,6%; Mobile Ready, no qual o mobile já está incorporado à sua estratégia de comunicação, tem 11%.

Apenas 5,4% foram indicados como Mobile Expert, o que aponta uma atuação sofisticada no canal.

“Isso demonstra que as empresas não estão assumindo a plataforma móvel em todo seu potencial. Tanto é que o budget para mobile ainda é muito pequeno se comparado ao tempo que o usuário passa nos dispositivos móveis, que já são a primeira tela dos brasileiros, ultrapassando a televisão”, comentou Léo Xavier, co-fundador e CEO do Grupo Pontomobi.

Com sede em São Paulo e escritório em Belo Horizonte, a Pontomobi conta com mais de 100 profissionais especializados em negócios, tecnologia e criação para plataformas mobile. Criada em 2007, a empresa tem hoje uma participação minoritária da e.Bricks – braço de investimentos no setor digital do Grupo RBS. 

O Mobility Index terá uma nova edição a cada seis meses, sendo que a próxima será publicada em dezembro deste ano.