A universidade oferece 86 diferentes cursos presenciais e a distância. Foto: Divulgação.

A Universidade Estácio de Sá e o Qranio, aplicativo de educação e entretenimento, anunciam uma parceria que conecta a startup de Juiz de Fora ao sistema da universidade. Com isso, ao final de cada período letivo, os alunos poderão ter sua performance acadêmica recompensada em Qi’$, moedas virtuais do jogo que podem ser trocadas por produtos e benefícios na plataforma.

Para beneficiar outras pessoas, a Estácio também colocará bolsas de estudos de 30%, 50% e 100% como benefício para os usuários do game. Elas poderão ser resgatadas por meio da quantidade de Qi$ acumulados pelo jogador. 

A universidade oferece 86 diferentes cursos presenciais e a distância nas áreas de Ciências Exatas, Ciências Biológicas e Ciências Humanas.   

Em três anos de operação, mais de seis mil produtos e serviços já foram resgatados pelos participantes do Qranio.

O aplicativo pode ser acessado via internet, celulares comuns (via SMS), smartphones iOS, Android e Windows Phone. O Qranio conta com mais de 1 milhão de usuários inscritos e 18 milhões de perguntas respondidas. 

Este ano a empresa recebeu um aporte de R$ 600 mil e atingiu R$ 20 milhões em valor avaliado no mercado, segundo destaca a própria startup. Entre os investidores da companhia está a Wayra, aceleradora do Grupo Telefônica.

A Estácio tem mais de 450 mil alunos matriculados nas modalidades presencial e à distância, em cursos de graduação e pós-graduação. A rede é formada por uma universidade, seis centros universitários, 36 faculdades e 163 pólos de ensino à distância credenciados pelo MEC, com uma capilaridade nacional representada por 84 campi, em 20 estados brasileiros.