IBM anuncia expansão na nuvem. Foto: divulgação.

A IBM anunciou investimentos para acelerar a expansão de seus data centers ao redor do mundo. O objetivo é correr atrás do tempo perdido e ganhar força no mercado de cloud computing, no qual empresas como a Amazon estão em vantagem.

Para isso, a companhia pretende gastar cerca de US$ 1,2 bilhão em 2014, destinados à construção de 13 novos data centers ao redor do mundo. Com isso, a empresa deve chegar a um total de 40 centros de dados.

Segundo aponta o Financial Times, a manobra da IBM segue a compra recente da Softlayer por US$ 2 bilhões. A Big Blue comprou a empresa norte-americana de olho em sua tecnologia de criação de aplicações em nuvem.

De acordo com analistas, a IBM prepara um estratégia muito mais agressiva para marcar sua presença no mercado de nuvem. Até então, a empresa focava basicamente no fornecimento de nuvens privadas para clientes corporativos e governamentais.

No entanto, a parte do mercado que mais cresceu está na nuvem pública, e estas empresas baseadas na web estão se voltando para a líder Amazon Web Services para a compra de capacidade computacional.

Empresas como Microsoft e Google, atentas ao crescimento da AWS, também cederam a esta demanda de mercado e passaram a apostar suas fichas em produtos desta natureza.

Para Frank Gens, analista do IDC, o investimento representa uma expansão radical para a IBM, reconhecendo que infraestrutura acabou se tornando a mais importante parte do mercado de nuvem.

"Se você não é um dos grandes players nesta área, está perdendo a maior parte do crescimento", disparou o especialista.

Outra investida da Big Blue para ganhar força na nuvem foi o anúncio do uso do supercomputador Watson para o desenvolvimento de tecnologias inteligentes para o uso de grandes quantidades de dados na web - o Big Data.