Frederico Flores, CEO da Ecommet. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Ecommet, startup focada em gestão para e-commerce, encerrou 2016 com um faturamento de R$ 17 milhões.

O resultado representa uma alta de 70% em relação a receita de R$ 10 milhões registrada em 2015. A meta da startup é alcançar um faturamento de R$ 30 milhões em 2017.

Para isso, a empresa planeja trabalhar em sua internacionalização ao longo deste ano. O objetivo é contar com sedes no México e na Argentina. 

“O nosso grande objetivo é disponibilizar nossos produtos para toda América Latina, popularizando o uso das ferramentas de gerenciamento para e-commerce nesses países”, explica Frederico Flores, CEO da Ecommet.

A empresa já atua na Argentina desde 2014 e conta com mais de 20 clientes no país, mas, até então, não possuíam estrutura física. 

Com a implantação dos escritórios nos países vizinhos, a startup brasileira pretende conquistar 1 mil clientes estrangeiros em menos de um ano.

A Ecommet é responsável pela a plataforma de e-commerce Becommerce, que permite automatizar a operação. 

O software integra vendas, marketing e logística e possui 14 módulos. O mais caro deles, por exemplo, custa R$ 0,59 centavos por transação. 

Hoje, os mais de 2 mil clientes da empresa no Brasil transacionam juntos R$ 2 bilhões ao ano.