Causa da morte: poucos usuários.

A IBM decidiu descontinuar o Watson Workspace, um produto de colaboração lançado em beta pela companhia em 2016 e que não pegou junto aos clientes.

Em um comunicado para clientes obtido pelo site The Register, a IBM informa que todas as versões do produto serão encerradas em 28 de fevereiro.

O Watson Workspace reunia funcionalidades para trabalho em projetos e integração de tecnologia e visava competir com ferramentas populares como o Slack.

A parte Watson da história é que o software tinha também funcionalidades cognitivas, porque bem, tudo que a IBM faz hoje em dia precisa ter o nome Watson no meio.

A Microsoft também entrou nesse mercado mais ou menos pela mesma época que a IBM, com o Teams. 

Assim como nos dois rivais, no Teams os funcionários criam "canais", ou salas de bate-papo, em que podem colaborar em projetos e tarefas.

O próprio Slack também se mexeu no meio tempo, comprando o sistemas Stride e HipChat da australiana Atlassian.

Pelo visto, a IBM preferiu sair da disputa.