A EMS é líder no mercado farmacêutico há 15 anos consecutivos. Foto: Agência Pará.

Tamanho da fonte: -A+A

A EMS, gigante brasileira do mercado farmacêutico, investiu R$ 2 milhões no software Mercanet For Sales Management, solução de gestão comercial e CRM para captação, controle e gestão de vendas da Mercanet.

Cliente da Mercanet desde 2008, a companhia está operando com o sistema em modo piloto desde novembro do ano passado, com uma média diária de aproximadamente seis mil pedidos. 

De acordo com a empresa, a ferramenta permite uma visão 360 graus do cliente com um controle integrado e em tempo real dos processos comerciais. 

Por meio de celulares, tablets e desktops, o Mercanet For Sales Management une todos os pontos da cadeia, desde a captação do pedido até o pós-venda, passando por equipes de marketing e estoque.

Segundo Ricardo Mendonça, diretor de administração de vendas da EMS, a solução deve potencializar a produtividade da força de vendas e contribuir para que a empresa mantenha seu crescimento.

"Com a conectividade do novo software, vamos ganhar agilidade, alavancar nossa performance, fortalecer algumas marcas e expandir outras, fazendo com que a EMS se mantenha na liderança do mercado e siga realizando a sua missão de cuidar das pessoas", projeta Mendonça.

Até o fim de 2021, todos os 3 mil vendedores da farmacêutica devem estar conectados ao sistema, em contato com 200 mil clientes no Brasil.

"O Mercanet For Sales Management permite mobilidade em larga escala, somada à facilidade de operação, aumentando a produtividade dos vendedores nos pontos de venda. A parceria com a EMS é algo que nos engrandece", afirma Jaime Fenner, diretor da Mercanet. 

No mercado de tecnologia há mais de 25 anos, a Mercanet atua no desenvolvimento e comercialização de soluções para a gestão comercial e automação da força de vendas. 

Com 57 anos de história e mais de cinco mil colaboradores, a EMS é líder no mercado farmacêutico há 15 anos consecutivos. A empresa possui quatro unidades produtivas no Brasil e exporta para 55 países, alcançando um faturamento anual de R$ 5,6 bilhões.