Natura quer vender mais. Foto: reprodução.

Em busca de diversificação e ampliação para o faturamento, a Natura pretende abrir o leque de produtos para além dos produtos de higiene e beleza da companhia.

Em assembléia de acionistas, a empresa aprovou uma nova regra para sua linha de vendas, incluindo itens como joias, livros, produtos fonográficos, softwares, alimentos, complementos nutricionais, medicamentos, artigos para o lar, artigos para bebês e crianças, artigos para cama, mesa, entre outros, conforme aponta matéria da Folha.

A nova estratégia da companhia também prevê a prestação de serviços como tratamentos estéticos e assessoria mercadológica. Mesmo com toda esta diversificação, nenhuma medida concreta foi divulgada pela empresa.

O movimento da Natura segue a estratégia de outras empresas do gênero como Jequiti e Hermes, que também usam sua estrutura de venda e consultores para diversificar os negócios.

A Avon, vice-líder mundial de vendas porta a porta, também negocia roupas e calçados e é um dos maiores vendedores de livros do país.

Em 2012, a Natura registrou um faturamento de R$ 6,3 bilhões. Atualmente a empresa conta com cerca de 1,5 mil consultoras de venda, no Brasil e em países como Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru, Venezuela e França.