Tesla 3 está causando problemas. Foto: Pixabay.

Pela segunda vez em 2018, foi suspensa a produção do Tesla Model 3, considerado o veículo mais inovador no segmento de carros elétricos.

A pausa foi anunciada nesta terça-feira, 17, veio sem aviso prévio e deve durar menos de uma semana. De acordo com a companhia, essa é uma prática comum na indústria automobilística e que serve para melhorar a automatização da linha de montagem.

O fato é que, se existe um limite para a automação na indústria automobilística, a Tesla parece ter atingido esse ponto. Ao menos é o que dá a entender a declaração de Elon Musk, CEO da empresa. 

“A automação excessiva na Tesla foi um erro. Mais precisamente, um erro meu. Os humanos são subestimados”, escreveu Musk na semana passada, em seu perfil no Twitter.

Entre as mudanças que estão por vir na linha de produção, já é sabido que Musk teria trocado o sistema de esteiras automáticas pelo trabalho de funcionários humanos. 

Com medidas como esta, a Tesla espera elevar a produção semanal do seu Model 3, que hoje é de pouco mais de duas mil unidades.

Pouco mais de meio ano depois do primeiro Model 3 ter saído da fábrica da Tesla, a companhia tem passado por altos e baixos, é verdade. Mas não se pode negar que as inovações que a empresa de Elon Musk propôs para o segmento de carros elétricos são capazes de impressionar até mesmo os experts em loja de autopeças da wWw.AutopecasOnline24.pt .

Começando pelo interior do veículo, o Model 3 possui um painel minimalista de 15''. O carro também dispensa a necessidade de chave: tudo é feito através de um aplicativo, sendo que até a ignição pode ser iniciada pelo smartphone. 

Além disso, o Tesla Model 3 conta com sistema de direção automática Autopilot, o que torna o carro semi-autônomo. O motor é 100% elétrico e tem autonomia de 345 km por carga em sua versão “mais acessível” de US$ 35 mil. Para os que desejam mais potência, é possível fazer 500 km por carga na versão que custa US$ 44 mil.