O fim de uma era. Curta. Foto: matthi / Shutterstock.com

Tamanho da fonte: -A+A

Stephen Elop, vice-presidente Executivo da divisão de dispositivos e serviços da Microsoft e um dos principais arquitetos da venda da divisão mobile da Nokia para a MS está de saída da companhia.

A unidade comandada por Eloph vai passar a se chamar “Windows and Devices Group” (WDG), que vai passar a trabalhar junto com os grupos de sistemas operacionais e de dispositivos da Microsoft. 

Todos eles vão ser comandados por Terry Myerson, que antigamente atuava como vice-presidente da área de sistemas operacionais da companhia. 

Em um comunicado interno, o CEO da empresa, Satya Nadella, afirmou que esse era a hora certa de o executivo deixar a organização. Segundo ele, é hora da companhia “reinventar processos de produtividade e de negócios e criar uma computação mais pessoal”.

O que isso quer dizer é que a Microsoft fundiu suas divisões de hardware e software, em um movimento pensado para criar maior sinergia entre os devices e o sistema operacional Windows, nas vésperas do lançamento do Windows 10, sistema operacional que promete ser uma guinada na trajetória da companhia.