ESCALAÇÃO

Peigo monta seu time na Scala

17/08/2020 05:51

Dos sete contratados para a nova temporada, cinco são ex-colegas da Solvo e da UOL Diveo.

Time da Scala está escalado e pronto para entrar em campo.

Tamanho da fonte: -A+A

Marcos Peigo, CEO da Scala, empresa de data center originada a partir da compra da UOL Diveo pela Digital Colony, apostou em executivos próximos para montar a nova companhia.

O time de sete contratações é formado basicamente por  ex-funcionários da UOL Diveo e da Solvo, companhia fundada por ele mesmo em 2001 e depois comprada pelo UOL em 2014.

Caio Matias, o diretor Financeiro e Administrativo, vem da IBM, mas foi esteve desde o começo na Solvo com Peigo, onde chegou a ser sócio minoritário e gerente de controladoria.

Depois da compra pelo UOL Diveo, o executivo passou ainda mais quase quatro anos na empresa, como gerente de planejamento e controle.

Leandro Sulinscki, o novo diretor de Gente e Gestão, fez a mesma trajetória, tendo entrado um pouco mais tarde na Solvo, em 2007, e passando depois pela UOLDiveo.

Cleber Braz, diretor de Negócios, passou 17 anos no UOL, entre 2001 e 2018, como gerente de operações. Depois, foi para a IBM, onde Peigo também atuou por um período após deixar o UOL Diveo.

Eugênio Couto Cruz, diretor de Engenharia e Operações, veio sem escalas da UOL Diveo, onde era gerente geral de data center.

A lista tem duas exceções importantes à regra. O vice presidente corporativo, Luciano Fialho, é um advogado, com passagem por diversas bancas importantes especializadas em direito corporativo, com foco na área de fusões e aquisições.

Christiana Weisshuhn, gerente executiva de Estratégia & Marketing, veio da Accenture, onde fez carreira por 23 anos e era até o final de 2019 gerente sênior, com experiência em projetos de tecnologia.

A Digital Colony comprou a operação de data center do UOL Diveo em abril.

Não foi revelado o valor do negócio. De acordo com fontes ouvidas pela Bloomberg, o fundo avaliou os ativos adquiridos entre US$ 300 e US$ 400 milhões.

Junto com a compra, a Digital Colony anunciou que a nova empresa, batizada de escala, seria liderado por Marcos Peigo, ex-VP de Global Markets da IBM para América Latina, e, mais importante ex-COO da própria UOL Diveo entre 2015 e 2017.

Peigo foi fundador da Solvo, uma companhia de serviços gerenciados focada em infraestrutura de missão crítica adquirida pela UOL Diveo em 2014.

A Digital Colony, braço de investimentos digitais da Colony, tem muita bala na agulha e prometeu novas aquisições no mercado de data center.

No momento, a Highline do Brasil um fornecedor independente de soluções de infraestrutura para o setor de telecomunicações, está envolvida numa negociação gigante para comprar os ativos de rede da Oi.

Veja também

CLOUD
Nuvem pública deve crescer 6,3% em 2020

Expectativa do Gartner é que o setor alcance uma receita de US$ 257,9 bilhões no mundo.

CERTIFICAÇÃO
BRQ investe na fintech Certdox

Startup conecta operações, contratos e garantias com entidades oficiais de registro, como cartórios.

CONTRATAÇÃO
Ex-Rappi é o novo CSO da Tivit

Com 14 anos de carreira, Eduardo Sodero passa a integrar o comitê executivo da empresa.

SAÚDE
Fleury e Sabin compram 30% da Prontmed

Empresa especializada em prontuários eletrônicos quer se posicionar como uma provedora de dados estruturados.

ENGENHARIA
Nubank compra Cognitect

Esta é a segunda aquisição da fintech, que absorveu profissionais da Plataformatec no início do ano.

SURPRESA
Oi: Highline passa a perna em Vivo, TIM e Claro?

Empresa pouco conhecida, mas com muito capital, é a favorita para levar a operação móvel da Oi.

AUTOMAÇÃO
IBM compra empresa de RPA brasileira

Adquirida é a WDG Automation, de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

STARTUP
Deskfy recebe aporte de R$ 1,3 milhões

Rodada de investimento foi liderada pela ACE e contou com Diego Gomes, CEO da Rock Content.

DADOS
UOL vende operação de data center

Fundo americano gastou até US$ 400 milhões na antiga UOL Diveo, segundo a Bloomberg.

SERVIÇOS
Souto, ex-DXC, está na AWS

Executivo é reforço para a área de serviços profissionais da AWS no Brasil.

NADA MAL
Compasso deve fechar o ano com 1 mil funcionários

Discreta, empresa adquirida pela UOL Diveo em 2013 está em crescimento acelerado.